elida almeida

Élida Almeida vence prémio revelação em Paris

Élida Almeida, cantora cabo-verdiana, foi distinguida em Paris com o prémio internacional “Découvertes RFI” [Revelação Rádio Francesa Internacional], que distingue sobretudo artistas francófonos.

A distinção é assinalada com a “abertura deste prémio” além francofonia, disse a presidente do júri Oumou Sangaré.

Natural da ilha de Santiago, Elida Almeida, tem 22 anos, canta em crioulo e recorre frequentemente para as suas composições aos ritmos tradicionais cabo-verdianos como o batuque, a morna ou o funaná.

O seu primeiro disco “Ora Doci Ora Margos” (Ora doce, ora amargo) tem a chancela da Lusafrica, editora de Joe da Silva, que lançou Cesária Évora.

De acordo com o júri, Elida Almeida faz parte de uma nova geração de artistas cabo-verdianos que conseguem “atravessar fronteiras e conquistar o mundo, tendo sido distinguida pelo seu profissionalismo e presença em palco”.

“Ela emana muita energia em palco, é qualquer coisa de muito forte”, considerou Blick Bassi, outro elemento do júri, considerando que esta é uma importante caraterística para construir uma carreira a longo prazo.

elida almeida rfi
@Jacqueline Mpii

A artista cabo-verdiana, que estava nomeada com as músicas “Nta konsigui” e “Lebam ku bo”, conquistou o prémio a que concorriam outros 13 artistas africanos: Asden e Liz (Congo), Banlieuzart (Guiné-Conacri), Darline Desca (Haiti), Dioba (Mauritânia), Elinam (Togo), Joey le Soldat e Kantala (Burkina Faso), Mao Sidibé (Senegal), Mélodji (Chade), Mija (Madagáscar), Sanzy Viani (Camarões) e Woodsound (Benin).

Como vencedora, Elida Almeida vai ganhar 10 mil euros, e viagens em África e para França, para promoção do seu trabalho.

O artista cabo-verdiano, Tcheka, foi o vencedor deste prémio em 2005.

Fonte: Lusa
Equipa BANTUMEN
Equipa BANTUMEN
A BANTUMEN é um magazine eletrónico em português, com conteúdos próprios, que procura refletir a atualidade da cultura urbana da Lusofonia, com enfoque nos PALOP e na sua diáspora.

Deixa-nos a tua opinião

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Artigos Relacionados
"A UEFA entendeu-o como um símbolo adicional, para lá do clube, do patrocinador de equipamentos ou da camisola em si", podemos ler no site Ajax Life.
Carla Prata foi notícia recentemente por ter-se desvinculado da Sony Music mas sobretudo por ser cabeça de cartaz de diferentes festivais de música internacionais. Um deles é o MIL, o evento que, além de festival, é uma convenção sobre a indústria da música, que aconteceu de 15 a 17 de setembro, em Lisboa.
D e 12 a 18 de setembro, o artigo mais lido na BANTUMEN foi sobre o lançamento do novo videoclipe de Deezy, "ATOA". Segue-se o novo concurso da organização Cabo Verde Digital para levar startups ao Web Summit e os novos singles de Soarito, Mynda Guevara e Harold.