Matamba Joaquim, actor angolano, “barbaramente” agredido pela polícia portuguesa

O actor angolano Matamba Joaquim foi “barbaramente agredido” pela Polícia de Segurança Pública (PSP), na madrugada desta segunda-feira, refere um comunicado da organização SOS Racismo.

De acordo com a informação divulgada pelo jornal Público, Matamba Joaquim, que em breve vai se estrear numa novela do canal SIC, e um amigo foram agredidos depois de uma altercação com alguns agentes que circulavam numa viatura de patrulha da PSP, em Lisboa.

O actor e o seu amigo “foram detidos para serem conduzidos à esquadra da Baixa e durante a viagem foram agredidos e insultados por agentes”, refere a nota do SOS Racismo, que acrescenta que “as agressões e os insultos racistas, acrescidos de troça”, continuaram no interior da esquadra” .

A agência Lusa terá tentado entrar em contacto com o porta-voz da direcção nacional da PSP, Hugo Palma, que terá indicado que foi “iniciado procedimento disciplinar, na sequência de queixa formal apresentada contra o efectivo da PSP”.

Hugo Palma indicou ainda que um dos agentes

“teve de receber assistência hospitalar devido a agressões de que foi vítima”.

Equipa BANTUMEN
Equipa BANTUMEN
A BANTUMEN é um magazine eletrónico em português, com conteúdos próprios, que procura refletir a atualidade da cultura urbana da Lusofonia, com enfoque nos PALOP e na sua diáspora.

Deixa-nos a tua opinião

Artigos Relacionados
A escritora e primeira romancista moçambicana Paulina Chiziane sagrou-se vencedora da 33ª edição do maior prémio da literatura portuguesa, designada "Camões". Oito anos depois, o prémio, avaliado em 100 mil euros, volta a Moçambique.
Este ano, o evento corporizou uma forma de disseminar oportunidades junto de jovens negros e introduziu, assim, uma verdadeira mudança de paradigma no setor têxtil português. Foram vários os talentos africanos que pisaram a passerele. A locomotiva que deu origem a este acontecimento foi a parceria realizada entre o Lulubell Group, a African Export-Import Bank e a ANJE (National Association of Young Entrepreneurs).
Foi há mais de um ano que a longa-metragem sobre o assassinato de Alcindo Monteiro, ocorrido há 26 anos, começou a ser rodada. A película estreia-se finalmente no próximo domingo, 24, às 19h, na Sala Manoel de Oliveira do Cinema São Jorge. O filme faz parte da programação do DocLisboa.