MAAT em Lisboa cruza a inovação com a cultura

Lisboa tem um novo espaço dedicado às Artes e Design. O Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia (MAAT) está situado em Belém e nasceu pela mão da Fundação EDP. Tem como objectivo apresentar exposições nacionais e internacionais da autoria de artistas, arquitectos e pensadores contemporâneos. O espaço do antigo Museu de Eletricidade incorpora espaços novos como a Central 1 e a Central 2, e espaços antigos como a Sala das Caldeiras e a Sala do Cinzeiro 8.

O MAAT é uma nova aposta na capital portuguesa, que contém um espaço de debate e de pensamento crítico. O museu foi aberto ao público com uma nova programação no dia 30 de Junho deste ano, mas foi dia 5 de Outubro que se estreou este novo edifício. O atelier de arquitectura de Amanda Levete esteve encarregue deste projecto que custou 19 milhões de euros. O edifício conta com quatro salas, a Oval, Galeria Principal, Project Room e a Vídeo Room. Em exposição, uma obra da artista francesa Dominique Gonzalez-Foerster criada apenas para este museu.


“Este museu vai ter um perfil diferente dos outros que já existem na cidade, pela combinação de arte com tecnologia”, afirmou o director do MAAT, Pedro Gadanho, ao Observador. E, acrescentou ainda: “É um museu com perfil internacional que combina a apresentação de artistas portugueses.”

A diversidade de programas e espaços culturais tornam-no num local de referência cultural do país e um destino a visitar para qualquer pessoa.

Equipa BANTUMEN
Equipa BANTUMEN
A BANTUMEN é um magazine eletrónico em português, com conteúdos próprios, que procura refletir a atualidade da cultura urbana da Lusofonia, com enfoque nos PALOP e na sua diáspora.

Deixa-nos a tua opinião

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Artigos Relacionados
O dia 24 de setembro assinala o Dia da Independência da Guiné Bissau, o que nos leva a lançar o repto para ires à descoberta do país continental e insular que tanto tem de belo como de invulgar. O país é pioneiro na luta de libertação colonial, foi o primeiro a conseguir a independência, reconhecida a 10 de setembro de 1973 (embora apenas declarada a 10 de setembro de 1974).
Este novo tema surge de um vocal interpretado pela cantora angolana Noite e Dia no tema "Pau de Cabinda", "onde demos uso e criamos algo original", indicam os Studio Bros.
Nesta sexta-ƒeira, 24 de setembro, é dia da Listening Party do EP Heartbreak de Jimmy P. O evento vai acontecver no Espaço Porto Cruz, no Cais de Gaia, mas antes da festa começar, o artista lançou o seu mais recente tema, "Esqueletos".