McK e Ikonoklasta: Show Ikopongo acabou por ser transmitido em directo no YouTube

Ikopongo é o nome do concerto que juntou McK e Ikonoklasta (Luaty Beirão), que foi impedido de se realizar nos espaços Chá de Caxinde e Cine Tivoli, em Luanda, e que acabou por ser transmitido em live streaming via YouTube.

Depois das entraves à realização do evento dos dois rappers conhecidos pela intervenção política e social nas suas músicas, Ikonoklasta, que ficou conhecido a nível internacional depois do caso 17+1, acusado de rebelião, e McK decidiram que ao invés de  um concerto exclusivo para o público luandense, Ikopongo deveria ser acessível a quem quisesse assistir. Não poderiam ter escolhido um meio de divulgação mais amplo do que a Internet, e ao vivo.

O evento acabou por acontecer algures na zona do Zango 4, numa cave, nos arredores da capital. Recorde-se que o conjunto chegou a pagar ao Cine Tivoli cerca de 500 mil kwanzas, o equivalente a três mil dólares no cambio actual, e mesmo assim o show foi cancelado pela direcção do espaço.

#IKOPONGO: UM PRELÚDIO 1.Chá de Caxinde meteu cadeado nas portas sábado e domingo ***************************** 2.Cine Tivoli aceitou dinheiro, deu factura e depois recuou, proibindo o evento. ***************************** 3. MCK e Ikonoklasta apareceram alguns minutos depois da hora marcada para o início do show e encontraram uma quarentena de resistentes generosos a quem dedicaram 3 sons acapella, ali mesmo no muro do Tivoli. ****************************** 4. Anunciaram hoje mesmo um show num lugar secreto que sera transmitido em directo no facebook. Para quem quiser acompanhar a transmissão, deverá ter saldo de dados e entrar na página do #MCK Hoje, às 20h15 minutos. #Ikopongo #Mck #Iknoklasta #RapAngolano

Uma foto publicada por HIP HOP ANGOLANO OFICIAL ™ (@hiphopangola) a

Equipa BANTUMEN
Equipa BANTUMEN
A BANTUMEN é um magazine eletrónico em português, com conteúdos próprios, que procura refletir a atualidade da cultura urbana da Lusofonia, com enfoque nos PALOP e na sua diáspora.

Deixa-nos a tua opinião

Artigos Relacionados
A escritora e primeira romancista moçambicana Paulina Chiziane sagrou-se vencedora da 33ª edição do maior prémio da literatura portuguesa, designada "Camões". Oito anos depois, o prémio, avaliado em 100 mil euros, volta a Moçambique.
Este ano, o evento corporizou uma forma de disseminar oportunidades junto de jovens negros e introduziu, assim, uma verdadeira mudança de paradigma no setor têxtil português. Foram vários os talentos africanos que pisaram a passerele. A locomotiva que deu origem a este acontecimento foi a parceria realizada entre o Lulubell Group, a African Export-Import Bank e a ANJE (National Association of Young Entrepreneurs).
Foi há mais de um ano que a longa-metragem sobre o assassinato de Alcindo Monteiro, ocorrido há 26 anos, começou a ser rodada. A película estreia-se finalmente no próximo domingo, 24, às 19h, na Sala Manoel de Oliveira do Cinema São Jorge. O filme faz parte da programação do DocLisboa.