Jogador do Slovacko salva a vida do colega em pleno relvado

O ponta de lança Francis Kone, do Slovacko, da primeira liga checa, salvou a vida do colega da equipa adversária durante o encontro com o Bohemians. O guarda-redes Martin Berkovec ficou bastante mal-tratado depois de colidir com o jogador do Slovacko, Daniel Krch, como podemos assistir nas imagens acima. Ao cair no chão inanimado, Kone rapidamente salvou a vida de Berkovec ao colocar a mão na boca do guarda-redes impedindo de se sufocar com a sua própria língua.

Na conferência de imprensa no final da partida, Francis Kone disse aos jornalistas que esta situação já se tinha repetido diversas vezes ao longo da sua carreira.

“Não foi a primeira vez que isto me aconteceu. É capaz de ser a quarta vez que tive de agir assim perante uma situação destas. Duas vezes em África e uma na Tailândia.”

O guarda-redes do Bohemians, Martin Berkovec através do sua página de Facebook aproveitou para agradecer a Kone: “Gostaria de agradecer a Francis Kone por salvar-me no jogo de hoje. Estou aliviado por já ter passado, uma vez mais obrigado.”

Se ainda não viste, vê o incidente.

Equipa BANTUMEN
Equipa BANTUMEN
A BANTUMEN é um magazine eletrónico em português, com conteúdos próprios, que procura refletir a atualidade da cultura urbana da Lusofonia, com enfoque nos PALOP e na sua diáspora.

Deixa-nos a tua opinião

Artigos Relacionados
A escritora e primeira romancista moçambicana Paulina Chiziane sagrou-se vencedora da 33ª edição do maior prémio da literatura portuguesa, designada "Camões". Oito anos depois, o prémio, avaliado em 100 mil euros, volta a Moçambique.
Este ano, o evento corporizou uma forma de disseminar oportunidades junto de jovens negros e introduziu, assim, uma verdadeira mudança de paradigma no setor têxtil português. Foram vários os talentos africanos que pisaram a passerele. A locomotiva que deu origem a este acontecimento foi a parceria realizada entre o Lulubell Group, a African Export-Import Bank e a ANJE (National Association of Young Entrepreneurs).
Foi há mais de um ano que a longa-metragem sobre o assassinato de Alcindo Monteiro, ocorrido há 26 anos, começou a ser rodada. A película estreia-se finalmente no próximo domingo, 24, às 19h, na Sala Manoel de Oliveira do Cinema São Jorge. O filme faz parte da programação do DocLisboa.