Barbie e Agência Espacial Europeia
Barbie e Agência Espacial Europeia

Barbie e Agência Espacial Europeia juntas para inspirar a próxima geração de astronautas

Ainda há muito que fazer no que toca às oportunidades para as mulheres nas áreas das ciências e tecnologias e, consciente disso, a Agência Espacial Europeia (ESA) decidiu unir-se à Barbie para inspirar a próxima geração de astronautas, engenheiras e cientistas espaciais.

“Dream Gap” é uma iniciativa que tem o objetivo de igualar as oportunidades em todas as áreas da vida, mostrar o potencial infinito das mulheres e estimulá-las a seguirem sempre os seus sonhos, sejam eles quais forem, e foi nesse seguimento que nasceu esta parceria.

Nesta parceria junta-se Samantha Cristoforetti, italiana de 42 anos e única astronauta ativa na Europa. “Espero que esta colaboração com a Barbie ajude meninas e meninos a sonhar num futuro sem limites”, afirmou Samantha.

“A Agência Espacial Europeia dedica-se fortemente a promover o interesse feminino nas disciplinas de ciência, tecnologia, engenharia e matemática, e nas carreiras espaciais em particular, uma vez que precisamos de uma diversidade de talentos para imaginar e possibilitar o futuro no espaço. Estamos, portanto, orgulhosos em lançar a colaboração da ESA com a Barbie, destacando modelos tão inspiradores como os astronautas e incentivando as meninas a acreditarem em si mesmas, a olhar para o céu e a sonhar mais alto”, conclui a responsável pela diversidade da Agência Espacial Europeia desde, Ersilia Vaudo-Scarpetta, também italiana.

Apenas 15% dos austronautas ativos são mulheres e ainda nenhuma foi à Lua. E para que isso aconteça Cristoforetti irá reunir-se com os pais e filhas para sessões de esclarecimento sobre o seu trabalho. No que diz respeito à Barbie, serão lançados no respetivo canal de YouTube vídeos promocionais sobre Cristoforetti e as respetivas conquistas.

Wilds Gomes
Wilds Gomes
Sou um tipo fora do vulgar, tal e qual o meu nome. Vivo num caos organizado entre o Ethos, Pathos e Logos - coisas que aprendi no curso de Comunicação e Jornalismo. Do Calulu de São Tomé a Cachupa de Cabo-Verde, tenho as raízes lusófonas bem vincadas. Sou tudo e um pouco, e de tudo escrevo, afinal tudo é possível quando se escreve.

Deixa-nos a tua opinião

Artigos Relacionados
Mas como interagir com alguém que fala um idioma que desconhecemos? Danny Manu, um britânico de origem ganesa, criou a solução. Os Clik by Mymanu são uns fones de ouvido, sem fios, que podem traduzir vários idiomas automaticamente.
Este ano, a artista celebra 25 anos de carreira e mostra a fibra de que é feita, eclética, surpreendente e a transbordar musicalidade. Para assinalar a data, temos "Bla Bla Bla", uma música que marca um ponto de viragem na sua carreira, seja a nível sonoro como visual.
Em conversa com a BANTUMEN, Rubem Gomes, um dos fundadores da Associação Vegetariana Angolana, explicou que a decisão de criar a associação partiu do "sentimento de compaixão para com todos os seres", acreditando que os seres humanos ainda podem fazer do mundo um lugar melhor, enquanto existir respeito sobre os outros elementos da natureza.