Meek Mill
Foto do Twiter: Meek Mill

“Litty” de Meek Mill inspirou Phedilson, EME e Declive

A música “Litty” do rapper norte-americano Meek Mill, que conta com o featuring de Tory Lanez, teve uma repercussão muito grande a nível mundial inspirou agora três angolanos para um remake nada convencional.

O facto curioso foi levantado pelo site de música AC Rap Lubaz,  pela forma como os rappers  Phedilson (Huambo), Declive (vive na Itália) e  EME (Huila-Lubango) droparam em cima do beat.

Phedilson Ananás

Phedilson Ananás é um dos rappers que surgiu na primeira década deste milénio e que muito tem impressionado pela positiva os grandes nomes do Hip-Hop lusófono.

Para apimentar o movimento Hip-Hop angolano,  Phedilson Ananás lançou flows, rimas e barras incendiárias na música “Preguiçoso”, disponível em várias plataformas digitais.

Phedilson – Preguiçoso

EME

Entre os rappers mais respeitados na região Sul de Angola, e há quem afirme que este limite cardinal não seja suficiente para o rapper do Lubango. EME é um rapper com bastante potencial em termos de skillz e composição das suas letras.

EME- Joker


Declive

Declive é um rapper angolano residente na Itália, conquistou o seu lugar no hiphop game, por meio da Internet com os seus incríveis freestyle em video.

Declive utilizou o instrumental “Litty” no Freestyle 13, que já conta 51k de reproduções no YouTube desde 18 de março de 2019.

Declive – Freestyle 13

No  princípio do ano Declive vinculou-se à produtora Rap Line com quem se perspectiva grandes trabalhos, considerando o seu talento a nível de flow e conteúdo da sua escrita.

.

Mauro Aghuas
Mauro Aghuas
Pai de 2| Linux entusiasta| Fã de Cazuza | amante da cultura Hip-Hop e apaixonado por festivais de Rock em Angola

Deixa-nos a tua opinião

Artigos Relacionados
Foi há mais de um ano que a longa-metragem sobre o assassinato de Alcindo Monteiro, ocorrido há 26 anos, começou a ser rodada. A película estreia-se finalmente no próximo domingo, 24, às 19h, na Sala Manoel de Oliveira do Cinema São Jorge. O filme faz parte da programação do DocLisboa.
Mas como interagir com alguém que fala um idioma que desconhecemos? Danny Manu, um britânico de origem ganesa, criou a solução. Os Clik by Mymanu são uns fones de ouvido, sem fios, que podem traduzir vários idiomas automaticamente.
Este ano, a artista celebra 25 anos de carreira e mostra a fibra de que é feita, eclética, surpreendente e a transbordar musicalidade. Para assinalar a data, temos "Bla Bla Bla", uma música que marca um ponto de viragem na sua carreira, seja a nível sonoro como visual.