São Paulo | @Bruna Araújo
São Paulo | @Bruna Araújo

#CoronaTalksBrasil: “Tudo vai passar”, por Sah Oliveira

Pra mim estar na quarentena é um mix de sentimentos, é sério!

A princípio não surtei, estava bem positiva em relação à nossa situação atual, crendo que tudo iria passar, sabe?! Mas não, não tem sido assim, tem dias que surto, fico pensando “o que será de nós?” 

Antes dessa nossa nova rotina, passava a maior parte do tempo em casa trabalhando. Agora é diferente, continuo trabalhando via homeoffice, porém a sensação de estar presa é muito grande, parece que é sufocador.

Passo a maior parte do tempo da minha madrugada assistindo filmes na Netflix, acordo tarde e lá se foi parte do meu dia. Para me sentir melhor, tenho praticado exercícios todos os dias, tento conter as minhas vontades de comer “bobeiras” o tempo todo e busco me alimentar da melhor forma possível, tomando muita água. Às vezes tenho lido algo, mas tem sido difícil, com essa ansiedade não consigo ler muito, gosto de ouvir músicas que me fazem bem, evito ficar assistindo TV para não ficar perturbada com tantas informações.

Sabe no que acredito?  Que, pós quarentena iremos dar mais valor às coisas mais simples da vida. Vamos entender e aprender a valorizar.

Sei que para cada pessoa é uma situação, e para cada um pode ser um tipo de aprendizado. Aprendi também a economizar mais o meu dinheiro, não gastar com qualquer coisa.

Enfim, encare a sua quarentena da melhor forma possível, não faça dela algo inútil para você. Estamos vivendo muitos momentos, tem aquele dia em que estamos animados e com fé, outros já não queremos nem mesmo existir por conta deste caos.

Mas vamos acreditar que tudo isso vai passar!

admin-dev
admin-dev

Deixa-nos a tua opinião

Artigos Relacionados
Com sete anos de carreira, Boy Lundy carrega consigo o sonho de influenciar novas vozes, trabalhar na música de forma profissional, mostrado que é possível criar sustento e viver da arte e enriquecer a arte moçambicana, assim como o movimento hip-hop.
Da Soul acabou de levar o seu último álbum, Liberdade de Expressão, à loja FNAC de Almada, com uma apresentação ao vivo e sessão de venda e autógrafos. O projeto foi lançado em agosto, estando disponível em lojas físicas FNAC e através das plataformas de streaming de áudio.
Já está a acontecer a Feira Internacional de Negócios da Moda, no Palácio de Ferro, na baixa de Luanda. A cerimónia de abertura começou com uma mesa redonda, com a participação de nomes já bem conhecidos da indústria fashion angolana, como Rose Palhares e a escritora e consultora de imagem Marleyh Selo. A moderação foi feita pela apresentadora Dinamene Cruz.