Slack | ©Muhammed Abiodun
Slack | ©Muhammed Abiodun

Slack comprado pela Salesforce por 27 bilhões USD

A Salesforce, gigante da computação em nuvem, anunciou a aquisição do Slack Technologies, aplicativo de mensagens em ambiente de trabalho, pelo valor de 27,7 bilhões de dólares, segundo o The Verge.

“Juntos, o Salesforce e o Slack irão moldar o futuro do software empresarial e transformar a maneira como todos trabalham no mundo totalmente digital e de qualquer lugar. Estou muito feliz em dar as boas-vindas ao Slack no Salesforce Ohana assim que a transação for fechada”, disse o CEO da Salesforce, Marc Benioff.

O Slack transformou-se de uma startup em rápido crescimento criada como uma empresa de jogos em 2009, para um grande concorrente da Microsoft com mais de 12 milhões de usuários ativos diários em outubro de 2019 e um valor de mercado próximo a 25 bilhões de dólares.

A empresa, liderada pelo co-criador do Flickr, Butterfield, começou principalmente como uma alternativa de e-mail que se apresentava a startups, empresas de comunicação e outras empresas com experiência em tecnologia para gerir melhor a comunicação entre escritórios.

Mas Butterfield e a sua equipa transformaram o Slack num pacote de produtividade completo com recursos de videoconferência, hospedagem de arquivos, administração de TI e todos os outros recursos normalmente oferecidos por grandes corporações. No início deste ano, a empresa expandiu a sua parceria com a IBM, que introduziu o aplicativo a toda a sua força de trabalho, mais de 350 mil funcionários.

No entanto, o Slack também tem lutado contra a concorrência acirrada não apenas da Microsoft, mas do Facebook e de outras empresas que lançaram as suas próprias versões de chat de escritório e plataformas de produtividade.

A empresa chegou a perder quase metade do seu valor de mercado desde a abertura de capital em abril de 2019, e não conseguiu obter lucros durante os últimos três trimestres, apesar do aumento no trabalho remoto devido ao COVID-19. A empresa não tinha um caminho óbvio para se tornar lucrativa e nenhuma maneira clara de superar a pressão crescente do Microsoft Teams, tornando uma aquisição potencial mais provável a cada trimestre que passava.

Salesforce, também um grande concorrente da Microsoft, mas no setor de nuvem, vale quase 220 bilhões de dólares e cresceu para se tornar uma das maiores empresas de software do planeta, graças ao seu software de gestão de relacionamento com o cliente que ajuda as empresas a gerir vendas online.

Tanto a Salesforce quanto o Slack tornaram-se mais vitais durante a pandemia do coronavirus, à medida que empresas em todo o mundo passaram a trabalhar remotamente e transferiram partes substanciais dos seus negócios para o online. No entanto, ao contrário do Slack, que passou por uma montanha-russa de subidas e quedas acentuadas no preço das suas ações, a Salesforce só viu o seu valor de mercado se expandir nos últimos meses. As suas ações atingiram um pico histórico em setembro.

A união da Salesforce e do Slack garante que ambas as plataformas possam competir melhor com a Microsoft, Oracle e outras empresas de nuvem e corporativas no futuro.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Mauro Aghuas
Mauro Aghuas
Pai de 2| Linux entusiasta| Fã de Cazuza | amante da cultura Hip-Hop e apaixonado por festivais de Rock em Angola

Deixa-nos a tua opinião

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Artigos Relacionados
Provavelmente desconhecias mas, em Vila do Conde, no norte de Portugal, está a acontecer a oitava edição do Encontro Internacional de Palhaços. Na sua oitava edição, o evento tem como destaque o Palhaço Negro, para exaltar a cultura africana revelada na linguagem do clown.
Elzo Sénior lançou "Glorioso" nesta sexta-feira, single que ficou de fora de Swahililândia Acto 1, de 2020, o álbum de estreia do grupo Swahil. Para esta aventura, o produtor contou com a participação de Damani Van Dunem, Teknik, Leonardo Freezy e CFKAPPA.