Yara Lacerda

Yara Lacerda, a nova cara da Fenty Beauty

Yara Lacerda é um dos nomes sonantes dentro da arte da maquilhagem em Portugal e de origem angolana. Além de ser a “melhor amiga de Rihanna”, como a própria diz, a sua simpatia e naturalidade é, provavelmente, o que tornou o seu carisma popular, acumulando mais de 33 mil fiéis seguidores no Instagram.

Esse carisma é possivelmente o factor que levou Yara a ser escolhida como uma das caras para fazer a publicidade internacional da Fenty Beauty.

Para quem não está familiarizado, Fenty Beauty é uma marca de cosméticos, lançada em 2017, pela cantora Rihanna. A marca veio marcar uma posição no mercado dos cosméticos, pela inclusão de todos os tons de pele e género, com o lançamento da base original que incluía 40 tons, expandidos agora para 50. Para incluir todos os tons, sem deixar ninguém de fora.

Representatividade é importante, seja em que ramo ou área for. Nos dias que correm, já temos algumas marcas que lutam por uma inclusão maior, mas o caminho ainda é longo, com muita estrada por percorrer. Por isso, quisemos falar com Yara – makeup artist há mais de nove anos – para tentarmos perceber um pouco mais da sua mais nova conquista e o mundo dos cosméticos para negros.

“A Fenty veio posicionar-se como nenhuma outra marca de beleza o fez antes. Sempre existiram marcas que nos representaram, mas na minha opinião a Fenty abraçou-nos mais, pelo simples facto de, aquando do seu lançamento, ter lançado logo todas as tonalidades com vários sub-tons. O que normalmente acontecia no mercado era saírem primeiro os tons claros e só depois virem os mais escuros. Ou então em dez tons, três seriam para a pele mais escura. Mas essa, é uma das realidades que já tem vindo a mudar, há alguns anos. Para além das marcas nos ouvirem também procuram entender as lacunas.”

Esta oportunidade não podia ter aparecido em melhor altura para a maquilhadora, que sempre foi fã da marca. É uma publicidade/conteúdo digital que se sente muito feliz por fazer e por se identificar bastante com a marca. Para Yara é mais do que apenas um trabalho. Não é de hoje que tem vindo a divulgar a Fenty na sua página de Instagram, um dos vários motivos pelo qual acredita ter sido escolhida. Yara acrescenta ainda que tem muito a agradecer à Sephora Portugal, uma marca com que tem vindo a trabalhar e que também proporcionou esta conquista.

Yara Lacerda é a primeira angolana escolhida para este tipo de trabalho. Depois de ter sido informada, confessou-nos que ficou chocada e, “após muitos gritos de felicidade”, pensou que não ia conseguir ir ao encontro das expectativas que o trabalho poderia exigir. Contudo, a sua autoconfiança acabou por falar mais alto. “Disse: se me viram e escolheram é porque tenho esse valor e essa capacidade. Sinto-me mesmo muito grata e acredito que estou a colher os frutos que já tinha plantado e que deixei de regar e acabaram por morrer. E voltaram a ter uma nova vida quando comecei a novamente a plantar e regar com mais atenção. E o resultado está aí, começam a aparecer frutos cada vez mais suculentos (risos)”.

Num mundo onde a mulher africana ou afro-descendente, é colocado várias vezes à parte. Para Yara, essa conquista acaba por ser uma conquista de todas. E sabe que está a abrir um caminho para que todas possam caminhar. A maquilhadora sabe também que a visibilidade é cada vez maior, não só no seu trabalho, mas numa esfera maior, de forma geral. “Está na hora certa de brilhar e mostrar que temos meios e disposição para crescer”.

Para muitas mulheres e homens, a maquilhagem não serve só para propósitos estéticos. Tem a capacidade também de mudar o estado de espírito e de fazer sentir melhor, apenas com um toque de pincel. “Falo por mim, é muito difícil vermos uma mulher ou homem com maquilhagem e com os ombros caídos e com o semblante apagado. A auto-estima, sem dúvida, tem que partir de dentro de nós. Mas quando não conseguimos ter essa força, uma boa maquilhagem resulta sempre”.

Antes de aceitar qualquer trabalho, seja parceria ou publicidade, o factor de decisão é identificação com o parceiro e o seu produto. Yara prefere seguir sempre o seu bom senso e procura a ética da marca e os valores que tem e de que forma pode agregá-los à sua comunidade digital.

A Fenty é a sua marca favorita. Porque segue os seus ideais, em muitos níveis, como a representação, imagem, valores e o legado que quer deixar ao representar todos, sem excluir ninguém.

Entre risos, Yara esclarece que costuma brincar que é a melhor amiga de Rihanna. “Tanto disse que ela acabou por me contratar. Eu quero é mais trabalhos destes. A expectativa está alta, sem dúvidas. Espero não me enganar”.

Colocámos uma última questão a Yara: Uma maquilhagem nunca fica completa sem… A make up artist respondeu: “A nível de produto, sem um corretor de olheiras e uma máscara de pestanas. A nível geral não fica completa se depois de a fazeres não te olhares ao espelho e não te sentires mais segura/o.”

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Podes sugerir correções ou assuntos que gostarias de ler, ver ou ouvir na BANTUMEN através do email redacao@bantumen.com.

Wilds Gomes
Wilds Gomes
Sou um tipo fora do vulgar, tal e qual o meu nome. Vivo num caos organizado entre o Ethos, Pathos e Logos - coisas que aprendi no curso de Comunicação e Jornalismo. Do Calulu de São Tomé a Cachupa de Cabo-Verde, tenho as raízes lusófonas bem vincadas. Sou tudo e um pouco, e de tudo escrevo, afinal tudo é possível quando se escreve.

Deixa-nos a tua opinião

Artigos Relacionados
Com sete anos de carreira, Boy Lundy carrega consigo o sonho de influenciar novas vozes, trabalhar na música de forma profissional, mostrado que é possível criar sustento e viver da arte e enriquecer a arte moçambicana, assim como o movimento hip-hop.
Da Soul acabou de levar o seu último álbum, Liberdade de Expressão, à loja FNAC de Almada, com uma apresentação ao vivo e sessão de venda e autógrafos. O projeto foi lançado em agosto, estando disponível em lojas físicas FNAC e através das plataformas de streaming de áudio.
Já está a acontecer a Feira Internacional de Negócios da Moda, no Palácio de Ferro, na baixa de Luanda. A cerimónia de abertura começou com uma mesa redonda, com a participação de nomes já bem conhecidos da indústria fashion angolana, como Rose Palhares e a escritora e consultora de imagem Marleyh Selo. A moderação foi feita pela apresentadora Dinamene Cruz.