Reprodução | José Eduardo Agualusa
Reprodução | José Eduardo Agualusa

“Teoria Geral do Esquecimento” de Agualusa vai ser adaptado para cinema

O programa europeu Eurimages revelou que o livro Teoria Geral do Esquecimento, do escritor José Eduardo Agualusa, vai ser adaptado para o cinema, pela realizadora palestina Annemarie Jacir.

A produção do filme terá um apoio de 20 mil euros e terá uma narrativa ficcional, sendo a história tranferida de Angola para a Faixa de Gaza, durante a Primeira Intifada, commumente conhecida como a “guerra das pedras”, uma manifestação contra a ocupação israelita no final do ano de 1987.

Com o título em inglês The Oblivion Theory, o livro de Agualusa recebeu recentemente um prémio do Eurimages de apoio ao desenvolvimento, no circuito do mercado de co-produções na semana do Berlinale (Festival de Cinema de Berlim).

A trama de Annemarie terá como ambiente Gaza, onde uma mulher norte-americana fica retida acidentalmente num apartamento, tornando-se numa sobrevivente e testemunha improvável da manifestação.

No livro de Agualusa, a história desenrola-se em Luanda, na véspera da proclamação da independência de Angola em 75, quando uma mulher portuguesa ergue um muro à volta da sua residência, com o objetivo de isolar-se do mundo externo. O feito durou 30 anos.

“The Oblivion Theory descreve uma experiência muito diferente daquela época na história do meu país. Acredito que é por meio de histórias pessoais em que a pessoa está próxima dos personagens, em todas as suas belezas e falhas, que podemos ser mais honestos em perguntar o verdadeiro sentido da nossas vidas”, explicou Annemarie.

O filme tem uma co-produção franco-alemã, entre a Incognito Films de Paris e a One Two Films de Berlim.

Não é a primeira vez que o livro entra para lista de curtas. Em 2016, Teoria Geral do Esquecimento entrou para o Prémio Internacional Man Booker, mas acabou por perder para Chaesikju-uija de Han Kang.

Em 2017, o romance venceu o Prémio Literário Internacional IMPAC de Dublim, considerado como o maior prémio literário do mundo, tendo ganho 100 mil euros.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Podes sugerir correções ou assuntos que gostarias de ler, ver ou ouvir na BANTUMEN através do email redacao@bantumen.com

Bruno Dinis
Bruno Dinis
Carrego a cultura kimbundu nas minhas veias. Angolanidade está presente a cada palavra proferida por mim. Sou apologista de que a conversa pode mudar o mundo pois a guerra surgiu também de uma. O conhecimento gera libertação e libertação gera paz mental, por tanto, não seja recluso da ignorância.

Deixa-nos a tua opinião

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Artigos Relacionados
O anúncio foi feito na página oficial da distribuidora Altafonte, que divulgou também alguns testemunhos dados pelos membros da Gang, primeiramente acerca do processo criativo da obra.
Na altura em que o programa Equal celebra 6 meses, o Spotify, a maior plataforma de áudio em streaming do mundo, elege Soraia Ramos como artista Equal de outubro em Portugal. Equal é uma iniciativa global que promove a igualdade de género, selecionando uma artista feminina todos os meses por cada mercado, maximizando a sua visibilidade e promovendo o seu crescimento na indústria através da plataforma.