Lupita Nyong’o lança “Super Sema”, uma série de super-heróis africanos

Lupita Nyong’o tem um novo projeto em andamento. No papel de produtora executiva, Nyong’o está à frente de “Super Sema”, uma série infantil de super-heróis africanos.

A história desenrola-se à volta de uma jovem africana, que usa os seus poderes para proteger a “comunidade neo-africana futurística de Dunia” de um perigoso vilão robótico.

A série animada foi escrita por Claudia Lloyd e dirigida por Lynne Southerland, a primeira mulher afro-americana a dirigir um projeto da Disney.

Lupita, atriz vencedora do Óscar e autora, conheceu a série através da startup Kukua, da qual é accionista, e decidiu dar vida ao projeto, que via ter 20 episódios disponibilizados no YouTube Originals.

“Eu partilho do objetivo da Kukua de empoderar as crianças por meio de histórias inspiradoras que apresentam personagens nos quais as crianças se vêem refletidas. Estou muito feliz por fazer parte desta equipa talentosa e liderada por mulheres”, disse Nyong’o.

“Como queniana, não poderia estar mais orgulhosa da apresentação da “Super Sema” ao mundo e das oportunidades que a Kukua oferece para que a nossa comunidade criativa local produza entretenimento que reflita a nossa cultura”, acrescentou.

As aventuras da “Super Sema” foram concebidas para terem um impacto nas vidas dos espectadores, tendo como foco temas relacionados com a ciência, matemática, engenharia, arte e tecnologia, de acordo com o movimento educacional STEAM, dedicado a meninas e mulheres jovens.

A série é produzida em inglês com o objetivo de atrair um público global, incluindo os EUA. Além do YouTube, Kukua está a criar parcerias com televisões locais para que a “Super Sema” possa ser transmitida em vários países africanos.

Os primeiros oito episódios da série estrearam-se a 8 de março, no Dia Internacional da Mulher. Os restantes 12 serão lançados ao longo dos meses de março e abril, com a estrela de Pantera Negra a dar voz a uma personagem.

De sublinhar que, recentemente, Lupita anunciou também que o seu livro infantil Sulwe vai ser adaptado para um filme de animação da Netflix.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Podes sugerir correções ou assuntos que gostarias de ler, ver ou ouvir na BANTUMEN através do email redacao@bantumen.com.

Mauro Aghuas
Mauro Aghuas
Pai de 2| Linux entusiasta| Fã de Cazuza | amante da cultura Hip-Hop e apaixonado por festivais de Rock em Angola

Deixa-nos a tua opinião

Artigos Relacionados
Mas como interagir com alguém que fala um idioma que desconhecemos? Danny Manu, um britânico de origem ganesa, criou a solução. Os Clik by Mymanu são uns fones de ouvido, sem fios, que podem traduzir vários idiomas automaticamente.
Este ano, a artista celebra 25 anos de carreira e mostra a fibra de que é feita, eclética, surpreendente e a transbordar musicalidade. Para assinalar a data, temos "Bla Bla Bla", uma música que marca um ponto de viragem na sua carreira, seja a nível sonoro como visual.
Em conversa com a BANTUMEN, Rubem Gomes, um dos fundadores da Associação Vegetariana Angolana, explicou que a decisão de criar a associação partiu do "sentimento de compaixão para com todos os seres", acreditando que os seres humanos ainda podem fazer do mundo um lugar melhor, enquanto existir respeito sobre os outros elementos da natureza.