Os artigos mais clicados da semana | 4 a 10 abr

Mais uma semana se passou e mais um top dos artigos mais lidos na BANTUMEN para anunciar. Desta vez, começamos com uma notícia que colocou em alvoroço as redes sociais em Angola: uma página de Instagram denúncia vários casos de assédio e até abusos sexuais e um deles expõe o alegado envolvimento do rapper Addy Buxexa. Nesse artigo explicamos o que aconteceu e o que disse o artista em relação à polémica. Segue-se o podcast de Tekilla com Mamadou Ba; a entrevista a NoName; as declarações de Cremilda Medina sobre o novo trabalho e a entrevista à jurista Aussy Cassamá sobre o sistema judicial português e as armadilhas do sistema para a comunidade negra.

1 – Perfil no Instagram denuncia assédio e abusos sexuais e Addy Buxexa nega acusações

Há quatro dias surgiu no Instagram um perfil com o nome Enough is Enough cujo principal intuito é denunciar casos de pedofilia, assédio e predadores sexuais, através de relatos enviados pelas alegadas vítimas. A ideia não é nova, foi da mesma forma que mediatizaram-se movimentos como o #MeToo ou, mais recentemente, o francês #MeTooInceste. A dimensão da polémica ganhou uma nova proporção quando um dos casos expostos envolveu o nome de Addy Buxexa, um dos rappers mais populares da TRX. 

2 – “Cada acto antirracista é um acto de amor pela humanidade”, Mamadou Ba no podcast de Tekilla

Mamadou Ba, dirigente da SOS Racismo em Portugal, é o convidado do segundo episódio do podcast B-Sides, apresentado por Tekilla. O vídeo do programa digital já está disponível no YouTube. Depois de uma estreia com Sam The Kid, que tem hoje mais de 25 mil visualizações, este novo episódio tem por base o lado menos conhecido de Mamadou Ba, a militância do pai no PAIGC, a vida na Guiné Conakry, a seu próprio ativismo enquanto estudante universitário no Senegal, além de “dar voz a temas tão urgentes como o caso do racismo. Mamadou Ba revela a sua história de vida, como surge na SOS Racismo, a visão de quem viveu a política por dentro, como para si “cada acto acto antirracista é um acto de amor pela humanidade”, entre outros tantos temas, sem filtros.

3 – Este é NoName, um artista que deves acrescentar na tua playlist

NoName é um novo artista dentro da música urbana lusófona. De origens cabo-verdianas, nascido em Lisboa e a viver em Nice, França, desde os 16 anos, o cantor está a tentar construir a sua própria estrada para o sucesso. Empurrado pelos amigos, as suas primeiras incursões profissionais nos meandros da música aconteceram há relativamente pouco tempo. Em janeiro deste ano surgiu a sua primeira música, “Sweetie”, com uma vibe rnb dos tempos modernos e com um tempero afro. Na sua música, conseguimos também perceber os estilos que mais o influenciam, que são a kizomba e o afrobeat.

4 – “Amá Sem Mêde”, a mensagem de amor de Cremilda Medina no novo álbum

Quando falamos de amor em crioulo, temos de falar de Eugénio de Paula Tavares, considerado como o Príncipe da poesia cabo-verdiana. Para o autor de A Força de Cretcheu, o amor era a força de tudo, o motor da sua vida. Assim como para Cremilda Medina, a doce voz que canta a Morna num entrosamento harmonioso entre as músicas de Cesária Évora, Ildo Lobo e Tito Paris. Em Dezembro, exatamente no dia em que se celebrou o primeiro aniversário da Morna como Património Cultural Imaterial da Humanidade, Medina lançou “Amá Sem Mêde”, fruto de tudo o que sente e que canta. É um tema marcante sobre o amor, onde convidou as pessoas a viver o verdadeiro sentido da palavra, sem medo.

5 – “Já não há qualquer dúvida que existe um problema no sistema judicial”, Aussy Cassamá

Se é verdade que o Direito, enquanto doutrina, é um dos pilares essenciais em qualquer sociedade, não é menos verdade que o não cumprimento dos nossos deveres pode colocar em causa os nossos direitos, mais precisamente aquele devia ser de todos e por isso vem contemplado na Declaração Universal dos Direitos do Homem: a Liberdade. A questão que se coloca perante esta balança, nem sempre equilibrada, é: o que acontece quando a nossa liberdade nos é retirada, muitas vezes sem fundamento? Por que princípios se rege o Direito, enquanto doutrina e o que isso implica na prática?

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Podes sugerir correções ou assuntos que gostarias de ler, ver ou ouvir na BANTUMEN através do email redacao@bantumen.com.

Equipa BANTUMEN
Equipa BANTUMEN
A BANTUMEN é um magazine eletrónico em português, com conteúdos próprios, que procura refletir a atualidade da cultura urbana da Lusofonia, com enfoque nos PALOP e na sua diáspora.

Deixa-nos a tua opinião

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Artigos Relacionados
O anúncio foi feito na página oficial da distribuidora Altafonte, que divulgou também alguns testemunhos dados pelos membros da Gang, primeiramente acerca do processo criativo da obra.
Na altura em que o programa Equal celebra 6 meses, o Spotify, a maior plataforma de áudio em streaming do mundo, elege Soraia Ramos como artista Equal de outubro em Portugal. Equal é uma iniciativa global que promove a igualdade de género, selecionando uma artista feminina todos os meses por cada mercado, maximizando a sua visibilidade e promovendo o seu crescimento na indústria através da plataforma.