Os artigos mais clicados da semana | 6 a 12 de Jun

De 6 a 12 de junho, o artigo mais lido na BANTUMEN foi a distinção do cineasta guineense Flora Gomes pela Universidade de Harvard. no segundo lugar do ranking ficou a atuação de Pongo no Colors Show, seguindo-se as filmagens do filme Prima Ku Lebsi de Welket Bungué; a adaptação do livro de Ondjaki, Os vivos, o morto e o peixe, para um telefilme e, por fim, o lançamento da triologia de Plutonio, Pão Na Mesa.

Realizador guineense Flora Gomes recebe prémio da Universidade de Harvard

O Film Study Center da Universidade de Harvard, um centro norte-americano de realizadores que apoia o cinema de não-ficção independente e inovador, atribuiu ao realizador guineense Flora Gomes o Prémio McMillan-Stewart de Distinção em Cinema. 

O realizador junta-se assim a uma vasta lista de laureados, como Abdellatif Kechiche, Ousmane Sembene, Souleymane Cissé, Moufida Tlatli, Rabah Ameur-Zaimeche, Gaston Kaboré, Mati Diop, Alain Gomis, Dieudo Hamadi, e mais recentemente Safi Faye.

Kuduro chega ao Colors Show com “Bruxos” de Pongo

Finalmente o Kuduro chegou a um dos palcos mais prestigiados do mundo digital, o Colors Show. A angolana Pongo é a responsável por este feito. A kudurista apresentou o seu novo single, “Bruxos”, que tem a produção de Dj Tony, Lazy Flow, King Doudou e MA Work.

Não tem como ouvir a música “Bruxos” e não mexer pelo menos uma parte do corpo. Para a sua apresentação, Pongo trouxe aquilo que mais a caracteriza, a sua angolanidade, impressa no seu estilo base, o kuduro.

Prima ku Lebsi “causa o direito a experimentar. A ser. É um convite a despertar”

Como é que se orquestra a realização de um filme? O que está por trás das câmaras? Como se desenrola a cadência das filmagens? A convite do ator e realizador Welket Bungué, fomos ver como as coisas acontecem no set de filmagens do filme Prima ku Lebsi, rodado em Lisboa. 

Num prédio no centro da cidade, acontecia uma festa nada comum. Gritou-se acção e, numa espécie de movimento coordenado, cada um ao seu ritmo, todos começaram a dançar sem o embalo de música alguma. O feeling hedonista, livre e afro-futurista era palpável, como se todos os presentes soubessem que este filme pode mudar e desconstruir mentalidades e pensamentos.

Livro de Ondjaki adaptado para telefilme com realização de Daniela Ruah

Os Vivos, O Morto e o Peixe Frito, livro do escritor angolano Ondjaki, marca a estreia da atriz portuguesa Daniela Ruah como realizadora. Adaptado por José Pinto Carneiro, o telefilme já se encontra a ser rodado, na região de Torres Vedras, Portugal, e conta com um elenco de luxo do panorama cinematográfico de origem PALOP.

Igor Regalla, Soraia Tavares, Daniel Martinho, Mina Andala, Matamba Joaquim, Mauro Hermínio, Nora de Carvalho, Dinarte de Freitas, Cheila Lima e Rosa Villa são os atores e atrizes que vão dar vida à obra que conta a história de 13 personagens de origem lusófona, que vivem no mesmo prédio em Portugal. Nesta adaptação para o pequeno écran, a história remete ao Mundial de 2006, num dia de jogo e festa que trará muitas surpresas – desde o anúncio de uma gravidez a alguém cheio de diamantes na barriga.

Plutonio lança-se na cinematografia ao lado de Leonel Vieira com trilogia “Pão Na Mesa”

Já está “cá fora” a terceira música do último EP de Plutonio. Pão Na Mesa, concebido durante o primeiro confinamento, tem três músicas que contam uma história única e cujos videoclipes são um autêntico projeto cinematográfico. 

Há muito que Plutonio queria fazer um projeto visual como Pão Na Mesa e a materialização chegou pelas mãos do realizador Leonel Vieira, conhecido do rapper da Cruz Vermelha há largos anos.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do SoundcloudItunesou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube

Podes sugerir correções ou assuntos que gostarias de ler, ver ou ouvir na BANTUMEN através do email redacao@bantumen.com

Equipa BANTUMEN
Equipa BANTUMEN
A BANTUMEN é um magazine eletrónico em português, com conteúdos próprios, que procura refletir a atualidade da cultura urbana da Lusofonia, com enfoque nos PALOP e na sua diáspora.

Deixa-nos a tua opinião

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Artigos Relacionados
O projeto é uma viagem de 19 temas a um estado de espírito focado na concretização dos seus desejos mais magnânimos. Mind Frames representa a luta que envolveu o processo de produção deste projeto, que inclui as vitórias, derrotas, a aprendizagem e o mind set.
núncio foi feito num comunicado da MIPAD, durante a cerimónia de nomeação das personalidades, que aconteceu no início deste mês, logo após a abertura da 76ª Assembleia Geral de organismo internacional, que decorre desde Setembro.
Apesar da pandemia do coronavírus ter parado o mundo por completo e inclusive, as apresentações públicas em eventos culturais, os músicos optaram por focalizar forças para as plataformas de streaming, que passou a fazer parte da lista de táticas de rentabilização no mundo.