Moçambicano Igor Mogne falha classificação na natação

O nadador moçambicano Igor Mogne não conseguiu este sábado, 24, a qualificação para a final dos 400 metros livres.

O atleta do Sporting Clube de Portugal competiu no primeiro heat e terminou com um tempo de 3:56.56, o que não foi suficiente para classificar-se para a final.

Os 36 nadadores inscritos foram divididos em 5 heats (4 heats de 8 atletas e um de 4) onde os 8 melhores tempos classificam-se para a final. Igor Mogne terminou a sua participação nos Jogos Olímpicos de Tóquio na 31ª posição, na classificação geral.

A história voltou assim a repetir-se, tal como tinha acontecido nos Jogos Olímpicos de Londres em 2012, com o nadador do Sporting a ficar de fora na primeira ronda.

A representação moçambicana no maior evento desportivo planetário conta ainda com mais 9 atletas. São eles Rady Gramane e Alcinda Panguana (boxe), Deisy Nhaquile, Denise Parruque e Maria Machava (vela), Creve Machava (atletismo), Alicia Mateus (natação), Joaquim Lobo (canoagem) e Kevin Loforte (Judo).

Esta é a maior participação de Moçambique numa edição dos Jogos Olímpicos desde a primeira presença em 1980.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunesou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Podes sugerir correções ou assuntos que gostarias de ler, ver ou ouvir na BANTUMENatravés do email redacao@bantumen.com

Pró Desporto
Pró Desporto
A nossa visão sobre o fantástico mundo dos desportos⚽️🏀🥋🏆

Deixa-nos a tua opinião

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Artigos Relacionados
O projeto é uma viagem de 19 temas a um estado de espírito focado na concretização dos seus desejos mais magnânimos. Mind Frames representa a luta que envolveu o processo de produção deste projeto, que inclui as vitórias, derrotas, a aprendizagem e o mind set.
núncio foi feito num comunicado da MIPAD, durante a cerimónia de nomeação das personalidades, que aconteceu no início deste mês, logo após a abertura da 76ª Assembleia Geral de organismo internacional, que decorre desde Setembro.
Apesar da pandemia do coronavírus ter parado o mundo por completo e inclusive, as apresentações públicas em eventos culturais, os músicos optaram por focalizar forças para as plataformas de streaming, que passou a fazer parte da lista de táticas de rentabilização no mundo.