T-Rex com Tivoli cheio prova porque é difícil seguir o seu compasso

T-Rex deu esta sexta-feira o seu primeiro grande concerto em nome próprio, numa das casas de espetáculos mais emblemáticas de Lisboa, o Tivoli. Com casa cheia – de acordo com o possível devido às restrições contra a Covid-19 – quem assistiu pôde finalmente voltar a ter resquícios do que um dia foi uma vida normal.

O público, sentado, cumpriu à risca as recomendações sobre o distanciamento social e, mesmo quando a emoção e a vontade de saltar e dançar falava mais alto, quem quis fazer a festa de pé fê-lo com a devida segurança.

O concerto começou pontualmente às 20h30 e durante uma hora e meia foi possível ouvir “Gota d’Espaço”, “Duvidava”, “Ar”, “Soft”, “Trampolim”, “Nuvens” – que era suposto contar com a presença dos Mobbers, mas um imprevisto levou o grupo a ter de anual a subida ao palco -, “Homicídio” com Kelson Most Wanted, “Aumenta a Fé” com Yuri da Cunha e “Ya’Amor” com a Mafia 73.

A Máfia voltou ainda a acompanhar o rapper em “Tsunami” e “Nuvem”. Da lista de convidados, agarraram também no mike Lon3r e Bispo em “Tempo”, que teve ainda a participação especial de FRANKIE com a sua guitarra.

Este não foi apenas um concerto, para Tóy Tóy T-Rex foi a confirmação de que valeram a pena todos os sacrifícios em nome da sua arte e de que, se continuar a trabalhar com o mesmo afinco, este foi só um dos primeiros dias da sua brilhante carreira na música.

“Mãe, lembras-te quando mandavas-me desligar a música porque tinhas de levantar cedo? Valeu a pena”, recordou visivelmente emocionado quando dirigiu a palavra à família, presente nas fileiras da frente do palco.

E se restava alguma dúvida, o público fez questão de a dissipar com uma valente e ruidosa ovação de pé.

Este sábado, 24, o espetáculo repete-se, no mesmo lugar, à mesma hora, e, mais uma vez, com casa cheia. Vai que é teu T-Rex!

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Podes sugerir correções ou assuntos que gostarias de ler, ver ou ouvir na BANTUMEN através do email redacao@bantumen.com

Equipa BANTUMEN
Equipa BANTUMEN
A BANTUMEN é um magazine eletrónico em português, com conteúdos próprios, que procura refletir a atualidade da cultura urbana da Lusofonia, com enfoque nos PALOP e na sua diáspora.

Deixa-nos a tua opinião

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Artigos Relacionados
O renomado fotógrafo moçambicano Mário Macilau vai estar pela primeira vez em Lisboa, par apresentar a exposição individual Sombras do Tempo. A inauguração da exposição acontece no dia 23 de setembro, às 18 horas, no número 14A da Rua João Penha.
O artista angolano Edson Chagas está a expor um novo projeto fotográfico na galeria de arte Insofar, em Lisboa. Com fotografias captadas em 2011 e a curadoria de Inês Valle, a exposição Muxima marca a primeira exposição individual do artista em Portugal.
Para está quarta-feira 22 de Setembro, às 21h30, no Estúdio Time Out em Lisboa Tekilla vai traz consigo três convidados muito especiais: Dino D'Santiago, Amaura e Ana Semedo!