O PodDasManas: As manas Sequeira agora têm um espaço de fala próprio

Melba e Rossana Sequeira são irmãs e os seus rostos já passaram algumas vezes aqui pela BANTUMEN. Orgulhosamente de origem guineense, mas sobretudo panafricanas, ambas têm inundado as nossas redes sociais de conteúdo de intervenção social, que tem como base a comunidade africana, a sua ascensão e a libertação dos estigmas coloniais.

Agora, as manas vão lançar O PodDasManas, um podcast que pretende “dar voz e enaltecer a comunidade”. Distribuído pela rede BANTUMEN, tal como já acontece com outros programas de áudio, este podcast – a par dos seus lives – vai falar sobre saúde mental; história africana; identidade; black money; crianças e a representatividade; ativismo, entre outros temas.

Melba tem 33 anos e está a tirar uma licenciatura em Ciências Biomédicas e descreve-se como “ativista pelos direitos e interesses dos negros, pan-africanista e 100% pro black” e inspira-se “nos guerreiros do passado e referências do presente”. 

Quanto a Rossana, tem 30 anos e é licenciada em Línguas. “Descrevo-me como uma africana, com os pés no ocidente, mas a mente em África. Tenho uma relação de amor/ódio com o ativismo pois chega a ser tão gratificante como frustrante mas, independentemente das circunstâncias, nunca ficarei de braços cruzados perante os problemas da nossa comunidade”.

Desde muito cedo que o trabalho comunitário, participação e organização de eventos culturais fazem parte da rotina das Sequeira, que tem na sua origem a mamã Sequeira: “A nossa maior referência e inspiração”.

Com este novo projeto, o objetivo principal é “combater a desvalorização constante das nossas causas, desvalorização dos negros e os seus feitos, das nossas culturas e do nosso continente. Achamos importante o diálogo e a partilha de conhecimento, daí termos decidido criar a nossa plataforma onde conversamos e debatemos tópicos pertinentes para a nossa comunidade”. 

Numa entrevista vídeo, em conversa com Vanessa Sanches, as manas explicam na primeira pessoa o projeto, que deverá ter o seu primeiro episódio publicado muito em breve.

“Acreditamos que a nossa geração tem um papel fundamental na luta contra os sistemas que nos oprimem. A nossa geração tem as ferramentas e conhecimento necessário para catapultar a mudança que tanto almejamos. É nossa responsabilidade, pelo bem das gerações futuras. A nossa união é a chave para o progresso, evolução e sucesso da nossa comunidade. É também a chave para o desenvolvimento do nosso continente”, sublinham.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Podes sugerir correções ou assuntos que gostarias de ler, ver ou ouvir na BANTUMEN através do email redacao@bantumen.com.

Equipa BANTUMEN
Equipa BANTUMEN
A BANTUMEN é um magazine eletrónico em português, com conteúdos próprios, que procura refletir a atualidade da cultura urbana da Lusofonia, com enfoque nos PALOP e na sua diáspora.

Deixa-nos a tua opinião

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Artigos Relacionados
Foi o que fez Kouka Ntadi, pintor franco-congolês. Numa parceria com o Boa Lab, Kouka ofereceu à capital portuguesa um gigante guerreiro Bantu, peça central da sua inspiração artística atual.
"Mussungology to the world" será um elo entre a música e as artes plásticas.
O renomado fotógrafo moçambicano Mário Macilau vai estar pela primeira vez em Lisboa, par apresentar a exposição individual Sombras do Tempo. A inauguração da exposição acontece no dia 23 de setembro, às 18 horas, no número 14A da Rua João Penha.