Fénix – O Impossível Não Existe: uma auto-ajuda sobre a saúde mental

Gisela Van-Dunann, de origem guineense, é psicóloga clínica e apresentadora do programa Viva Saúde, na RTP África, e vai lançar o livro Fénix – O Impossível Não Existe, no dia 7 de agosto.

O livro retrata uma história de resiliência humana, que fala sobre as alterações que acontecem a nível cerebral especificamente nas vítimas de maus tratos e abuso sexual.

Traumas que a Psicologia por si não consegue explicar como se superam, nem a medicina criou ainda medicamentos que os convalesçam. A obra é uma espécie de autobiografia de Van-Dunann, que desta forma debate questões como a naturalização do abuso sexual, da parentalidade violenta, da depressão, dos efeitos dos maus tratos na infância e um questionamento pertinente: “Será possível conciliar a fé e a ciência no estudo e na recuperação do ser humano e na recuperação da depressão e dos traumas?”.

Até que ponto consegue o ser humano ser posto à prova? Esta é a pergunta que Gisela Van-Dunann vai tentar responder, após ter “morrido várias vezes” e ter renascido, tal como uma fénix, nome que esta primeira obra. “Como funciona a mente destas pessoas? Se é possível recuperar? Se a recuperação depende de força de vontade?” são algumas das questões quer responder.

O abuso sexual de menores tem em alguns países africanos uma dimensão enorme – as vítimas costumam ser raparigas menores porque, em determinadas culturas, “quando uma menina atinge a puberdade, já não é abuso” – e a parentalidade violenta é vista como um método de educação.

Um relato biográfico que nos mostra que o impossível não existe. Como paciente e terapeuta, Gisela faz uma descrição detalhada de situações traumáticas a que esteve sujeita, desde rejeição, abusos, tortura, entre outras situações menos boas, o que lhe deu uma visão interna do funcionamento do trauma no ser humano a nível emocional e fisiológico.

Fénix – O Impossível Não Existe vai ser lançado numa altura em que se torna cada vez mais importante falar sobre a saúde mental ou a depressão, doença que segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) afeta cerca de 120 milhões de pessoas no mundo.

Gisela Van-Dunann é ainda a criadora do Fénix Bootcamp, um grupo de terapia intensiva online estruturada de modo a alcançar o maior número de pessoas possível em resposta à crescente procura de apoio psicológico, devido à pandemia da Covid-19.

O livro terá um custo de 18 euros e estará à venda online através das redes sociais da autora ou pode ser adquirido pessoalmente no Instituto Fonte de Vida.

O lançamento do livro, que vai contar apenas com 30 convidados acontece no Espaço Espelho D´Água, em Lisboa, e contará com a presença da apresentadora Nádia Silva, da cantora Khira, de Marcelo e Bianca Camargo.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Podes sugerir correções ou assuntos que gostarias de ler, ver ou ouvir na BANTUMEN através do email redacao@bantumen.com.

Wilds Gomes
Wilds Gomes
Sou um tipo fora do vulgar, tal e qual o meu nome. Vivo num caos organizado entre o Ethos, Pathos e Logos - coisas que aprendi no curso de Comunicação e Jornalismo. Do Calulu de São Tomé a Cachupa de Cabo-Verde, tenho as raízes lusófonas bem vincadas. Sou tudo e um pouco, e de tudo escrevo, afinal tudo é possível quando se escreve.

Deixa-nos a tua opinião

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Artigos Relacionados
O projeto é uma viagem de 19 temas a um estado de espírito focado na concretização dos seus desejos mais magnânimos. Mind Frames representa a luta que envolveu o processo de produção deste projeto, que inclui as vitórias, derrotas, a aprendizagem e o mind set.
núncio foi feito num comunicado da MIPAD, durante a cerimónia de nomeação das personalidades, que aconteceu no início deste mês, logo após a abertura da 76ª Assembleia Geral de organismo internacional, que decorre desde Setembro.
Apesar da pandemia do coronavírus ter parado o mundo por completo e inclusive, as apresentações públicas em eventos culturais, os músicos optaram por focalizar forças para as plataformas de streaming, que passou a fazer parte da lista de táticas de rentabilização no mundo.