Shanne Maquemba prepara o álbum “Génesis” em terras lusas

Agora a viver em Portugal, Shanne Maquemba está a prestes a lançar o álbum Génesis, que será promovido com o lançamento de “Change”. A música vai estar disponível na noite de sexta-feira, no YouTube do artista.

Shane, ex-participante do The Voice Angola, está a tentar construir uma nova fase na sua carreira, tendo-se afastado do Ghetto Zouk para apostar numa nova sonoridade.

“Estou ciente que não poderei agradar a todo o mundo, mas espero oferecer o mesmo nível de qualidade sonora e melódica”, explicou.

Sobre o álbum, Shane indica que terá sete faixas e será um trabalho centrado em si. Concebido em apenas duas semanas, o projeto conta com músicas que já foram escritas há alguns anos e o artista trabalhou com Carlos Chilima.

Fora das lides musicais, Shane Maquemba é Any, um jovem angolano de 27 anos, marido e amante de poemas e boa música e que descobriu o seu dom pela música muito cedo por influência do irmão mais velho, Tutu, mas foi durante o tempo das atividades escolares que Shane realmente apercebeu-se da sua vocação, ao interpretar “Billie Jean” de Michael Jackson.

Quando lançou a sua primeira música, gravada pela Mopa Produções de Igor Giro, sendo que na altura, Maquemba fazia parte do grupo os The Shining Boys, composto Marcos, Hamlet e Eduardo. “Fomos tentando a nossa sorte, mas não saiu nada muito bem, tanto que nunca chegamos a divulgar por vergonha e críticas”, relembrou Shane.

Para quem acompanha a nova geração de talentos em Angola, de certeza que já ouviu o nome Shane Maquemba na televisão, na rádio ou até mesmo na Internet. Caracterizando-se como um artista “multifacetado, capaz de enquadrar-se em quase todos os estilos da World Music”, nos meados de 2015, Shane passou pela versão angolana do “The Voice” e a partir de lá, o artista foi crescendo artisticamente.

“Foi uma boa experiência passar por um concurso com uma abrangência internacional como foi o The Voice. Na minha opinião, poderia ter sido muito mais gratificante e impactante na vida dos jovens artistas que passaram por lá, pois nenhum deles até hoje tem muita visibilidade como merecia ter”, opinou.

Entretanto, Shane lançou o single que lhe abriria portas a um mar de oportunidades. “Moré” foi um ghetto zouk que tocou bastante em rádios nacionais e serviu de meio de ligação com o público amante do estilo impulsionado por Johnny Ramos no país.

Entretanto, o artista fez inúmeros lançamentos e teve oportunidade de trabalhar com vários artistas angolanos, com destaque para Edmázia, Abdiel, Kelson Most Wanted, Rui Orlando, Edgar Domingos, Bass, Dj Znobia , Dj X-Trio, Kanda, Dj Dorivaldo Mix, Hochi Fu, Ksuno Beat, entre muitos outros.

Com a sua música, Shane quer passar uma mensagem de amor, união e solidariedade. Na sua discografia, conta com um álbum de natal, Christmas Gift, o EP Tormento e Altair, o último EP colaborativo com o produtor Teo No Beat.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Podes sugerir correções ou assuntos que gostarias de ler, ver ou ouvir na BANTUMEN através do email redacao@bantumen.com

Bruno Dinis
Bruno Dinis
Carrego a cultura kimbundu nas minhas veias. Angolanidade está presente a cada palavra proferida por mim. Sou apologista de que a conversa pode mudar o mundo pois a guerra surgiu também de uma. O conhecimento gera libertação e libertação gera paz mental, por tanto, não seja recluso da ignorância.

Deixa-nos a tua opinião

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Artigos Relacionados
O renomado fotógrafo moçambicano Mário Macilau vai estar pela primeira vez em Lisboa, par apresentar a exposição individual Sombras do Tempo. A inauguração da exposição acontece no dia 23 de setembro, às 18 horas, no número 14A da Rua João Penha.
O artista angolano Edson Chagas está a expor um novo projeto fotográfico na galeria de arte Insofar, em Lisboa. Com fotografias captadas em 2011 e a curadoria de Inês Valle, a exposição Muxima marca a primeira exposição individual do artista em Portugal.
Para está quarta-feira 22 de Setembro, às 21h30, no Estúdio Time Out em Lisboa Tekilla vai traz consigo três convidados muito especiais: Dino D'Santiago, Amaura e Ana Semedo!