Felipe Bragança, Teatro Griot e Catarina Wallenstein levam Massacre de Mueda a Berlim

Filipe Bragança, realizador do aclamado filme brasileiro Animal Amarelo, numa parceria com o Teatro Griot e Catarina Wallenstein, estão em Berlim para apresentar uma performance visual e teatral em torno das memórias do Massacre de Mueda, ocorrido em Moçambique, em 1960, e numa homenagem ao cineasta moçambicano Ruy Guerra.

O Massacre de Mueda aconteceu a 16 de junho de 1960, na vila de Mueda, em Cabo Delgado, e foi um dos últimos episódios da resistência dos moçambicanos à dominação colonial portuguesa, antes do desencadear da luta armada de libertação nacional. Dados do governo moçambicano apontam que, pelo menos 600 pessoas – que reivindicavam pacificamente o fim da subjugação colonial – foram assassinadas a tiro pelo exército português.

A ficção científica, fábula e documentação misturam-se assim em Trópicos Mecânicos (Mueda), uma performance visual e teatral encenada por Filipe Bragança, com inspirações no afro-futurismo e no tropicalismo brasileiro, numa homenagem a Ruy Guerra, realizador da película Mueda, Memória e Massacre (1979-80).

No fillme, Ruy Guerra reflete sobre os acontecimentos de 1960 em Mueda, retratando a forma como o massacre estava ainda na memória dos moradores da pequena cidade, no norte do país africano. O mais peculiar foi descobrir que os moradores da região encenaram durante décadas um teatro de rua que recriava o dia do massacre, como uma forma de expurgar o trauma e refletir sobre o seu passado. Agora, Felipe Bragança revisita a memória colonial para propor um imaginário pós-colonial reinventado, onde outros futuros são possíveis.

 Matamba Joaquim, Zia Soares, Gio Lourenço, Catarina Wallenstein e Daniel Martinho são os atores que vão levar a performance ao palco Arsenal Cinema, em Berlim, nesta quarta-feira, às 22 horas.

De 1 a 3 de outubro, Trópicos Mecânicos (Mueda) vai também estar em exibição na Academia Almadense, em Almada (Portugal). Os bilhetes podem ser adquiridos aqui.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Podes sugerir correções ou assuntos que gostarias de ler, ver ou ouvir na BANTUMEN através do email redacao@bantumen.com.

Equipa BANTUMEN
Equipa BANTUMEN
A BANTUMEN é um magazine eletrónico em português, com conteúdos próprios, que procura refletir a atualidade da cultura urbana da Lusofonia, com enfoque nos PALOP e na sua diáspora.

Deixa-nos a tua opinião

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Artigos Relacionados
Mynda Guevara já tinha-nos avisado que tem imensos trabalhos escritos e gravados, prontos a serem lançados. Na altura em que a entrevistá-los, disse-nos que estava só à espera para gravar alguns videoclipes e dar início ao lançamento dos primeiros singles.
E agora, Jimmy P, irá lançar no próximo dia 1 de outubro, o EP, onde mostra uma linguagem musical diferente por parte do artista.
Nesta quinta edição, o programa pretende selecionar dez promotores de projetos de base tecnológica, que irão representar Cabo Verde no referido evento.