Soraia Ramos | Foto: Indi Nunez
Soraia Ramos | Foto: Indi Nunez

Spotify elege Soraia Ramos a artista do mês de outubro

Na altura em que o programa Equal celebra 6 meses, o Spotify, a maior plataforma de áudio em streaming do mundo, elege Soraia Ramos como artista Equal de outubro em Portugal. Equal é uma iniciativa global que promove a igualdade de género, selecionando uma artista feminina todos os meses por cada mercado, maximizando a sua visibilidade e promovendo o seu crescimento na indústria através da plataforma. 

De origem cabo-verdiana, Soraia Ramos nasceu em Portugal, mas viveu grande parte da sua vida em França e na Suíça. Desde cedo revelou uma enorme ligação com a música. Com o apoio da família, Soraia decidiu ter mão no seu destino e inscreveu-se no concurso “Vozes da Diáspora”. A sua persistência e determinação levaram-na a conquistar o primeiro lugar no segundo ano em que se candidatou. Essa projeção valeu-lhe um convite do artista C4 Pedro para interpretar o tema “Bo tem mel”, no palco do Zénith em Paris, para mais de dez mil pessoas. 

O seu talento gerou vários featurings com artistas como NGA, Monsta, Deezy, Ravidson e JeyV. 

Em 2014 Soraia consolidou a sua posição, revelando-se ao público com o EP Um Pouco de Mim“, tema que logo se revelou um hit, seguido do tema “Diz-me”.

Em 2017 deu o grande salto na sua carreira assinando com a Klasszik, responsável por alguns dos maiores Hits do mercado português e PALOP, sendo agora escolhida como Artista do Mês do Programa EQUAL, do Spotify. 

Depois da estreia do lançamento do Equal e mais de 29 milhões de streams depois, o Spotify celebra meio ano de apoio às artistas femininas da nova geração. A iniciativa utiliza a amplitude e poder do Spotify para agregar recursos críticos (como playlists locais e globais, lançamentos mensais de artistas com campanhas de marketing, um quadro EQUAL, e muito mais) num espaço coeso que oferece suporte às criadoras femininas em todo o mundo.  

Em Portugal, antes de Soraia Ramos, o Equal Portugal contou com outras artistas femininas como Nenny em maio, Ana Moura em junho, Bárbara Tinoco em julho, Pongo em agosto e Áurea em setembro.   

A nível mundial, desde o lançamento desta iniciativa de igualdade de género, as playlists Equal do Spotify acumularam mais de 29 milhões de streams em 177 mercados. As artistas foram adicionadas a mais de 600 playlists diferentes, proporcionando um aumento nos plays de mais de 1500 vezes no primeiro mês em que se juntaram ao programa. A título de exemplo, a cantora Luna ultrapassou o triplo dos seus ouvintes mensais no mês em que se juntou ao programa. Os seus streams aumentaram em 486% apenas no primeiro mês e os seus streams exportados aumentaram em dez vezes, expandindo a sua pegada global.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Podes sugerir correções ou assuntos que gostarias de ler, ver ou ouvir na BANTUMEN através do email redacao@bantumen.com.

Equipa BANTUMEN
Equipa BANTUMEN
A BANTUMEN é um magazine eletrónico em português, com conteúdos próprios, que procura refletir a atualidade da cultura urbana da Lusofonia, com enfoque nos PALOP e na sua diáspora.

Deixa-nos a tua opinião

Artigos Relacionados
Com sete anos de carreira, Boy Lundy carrega consigo o sonho de influenciar novas vozes, trabalhar na música de forma profissional, mostrado que é possível criar sustento e viver da arte e enriquecer a arte moçambicana, assim como o movimento hip-hop.
Da Soul acabou de levar o seu último álbum, Liberdade de Expressão, à loja FNAC de Almada, com uma apresentação ao vivo e sessão de venda e autógrafos. O projeto foi lançado em agosto, estando disponível em lojas físicas FNAC e através das plataformas de streaming de áudio.
Já está a acontecer a Feira Internacional de Negócios da Moda, no Palácio de Ferro, na baixa de Luanda. A cerimónia de abertura começou com uma mesa redonda, com a participação de nomes já bem conhecidos da indústria fashion angolana, como Rose Palhares e a escritora e consultora de imagem Marleyh Selo. A moderação foi feita pela apresentadora Dinamene Cruz.