PUB
A HISTÓRIA DO HIP HOP TUGA
Fotografia: Divaldo Francisco / BANTUMEN

A História do Hip Hop Tuga vai ser contada já este sábado e vai apoiar refugiados

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

É já neste sábado que vamos poder assistir à atuação de gigantes do hip hop tuga no mesmo palco. A terceira edição de A História do Hip Hop Tuga vai reunir em palco os quatro pilares deste movimento, o MC, o DJ, o B-boy e o Writer, numa homenagem sentida, e numa viagem pelo tempo, som, imagem, dança, arte e cultura com raízes e origem na vida suburbana.

Gabriel o Pensador, Black Company, Valete, Sam The Kid, NGA, Bezegol, Capicua, Dillaz, Nenny, Julinho KSD, Bispo, Chullage, Kappa Jotta, Holly Hood, T-Rex, XEG, GROGNation, Papillon, Vado Más Ki Ás, Phoenix RDC, Tekilla, Bomberjack, entre vários outros nomes pesados do movimento hip hop em português, compõem o cartaz do evento que vai acontecer no Altice Arena.

Considerando a atualidade, o evento vai também ter uma vertente solidária, ao juntar-se à AMI para recolher bens de primeira necessidade para apoiar refugiados ucranianos.

A Faded e a Xapa 13, organizadores de A História do Hip Hop Tuga e a AMI anunciam que no dia do evento, 19 de março, vão ter disponíveis nas imediações da Altice Arena pontos de recolha de bens que serão recebidos pela organização e encaminhados para os equipamentos sociais da AMI (Centros Porta Amiga e Abrigos Noturnos), que estão preparados para prestar o apoio necessário aos refugiados ucranianos que já chegaram e continuam a chegar a Portugal.

Vasco Pinto Ferreira, da Faded, salienta que “ninguém está indiferente à situação que a Ucrânia e o seu povo estão a passar. O Hip Hop é liberdade, solidariedade e aceitação. Já que temos a celebração deste movimento marcada para dia 19 de março na Altice Arena, achámos que seria oportuno aproveitar a ocasião para recolher bens para os refugiados que​ estão a chegar e necessitam de apoio ao nível básico. Apelamos a todos que façam os seus donativos de bens nos pontos de recolha da Altice Arena. Sabemos a força que o movimento do Hip Hop nacional tem, a nossa cultura é e sempre será livre e inclusiva, se alguns continuam a erguer muros, nós construímos pontes”.

Já a AMI reforça que “é fundamental o apoio organizado a quem se viu obrigado a deixar o seu país. Agradecemos, por isso, à produtora Faded por apoiar esta Missão. É muito importante e louvável este trabalho em parceria em prol do Ser Humano e da Paz”.

O público pode contribuir com a entrega de bens alimentares, como leite, leite em pó, papas, cereais, massas, arroz e enlatados, e bens de higiene, como shampoo, fraldas, algodão, pensos higiénicos, sabonete, pasta e escovas dos dentes, toalhitas e gel de banho.

Subscreve a nossa newsletter e fica a par de tudo em primeira mão!

No Comment.

Artigos Relacionados

PUB