PUB

As cinco “mixtapes” mais importantes de 2015

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Uma das grandes discussões contemporâneas dentro do hip hop pauta pela distinção entre uma mixtape e um álbum.

O Hip Hop Dx questiona se o projecto deverá ser gratuito para ser chamado de mixtape ou se se pode simplesmente colocá-lo no iTunes. E com ou sem sons originais?

A descrição que mais ganha unanimidade é: conjunto de tracks que não terá grande projecção a nível promocional e cujo ganho financeiro não é o principal objectivo.

Para fechar os balanços de 2015, aqui tens cinco mixtapes de rappers já batidos no game e que não deves deixar de ouvir.

Jay IDK - Sub Trap

Jay IDK – Sub Trap

O rapper proveniente de DMV, na Califórnia, EUA, Jay IDK (Ignorantly Delivering Knowledge, cuja tradução à letra significa Entregando Conhecimento Ignorantemente) lançou a meio do ano Sub Trap, como forma de explicar as suas motivações e filosofias através de uma narrativa contada de várias perspectivas além da sua. Sub Trap é a sua realidade. Vindo de um sub-mundo das drogas, prisão e encargos familiares maiores do que as suas possibilidades, Sub Trap é a sua estrada para o sucesso, deixando para trás o desespero e desesperança do passado. O álbum conta com 15 faixas, várias participações e está disponível no Spotify.

Big KRIT - It’s Better This Way

Big KRIT – It’s Better This Way

Esta mixtape é uma chamada aos novos fãs e um agradecimento aos de sempre. O som “How Bout That Money” é o seu melhor exemplo da sua nova habilidade para mergulhar nos sons mais mainstream.

lil-b-chance-the-rapper-free-based-freestyles-mixtape

Lil B & Chance The Rapper – Free Based Freestyles

O The Rapper e Lil B conseguiram alcançar uma boa popularidade fora do mainstream da cultura pop, sendo considerados dois produtos da Internet. Lil B é um rapper “esquecido” do grupo The Pack, da Bay Area, Califórnia que acabou por se tornar omnipresente online e que já disponibilizou milhares de sons através de canais como o Myspace.

Boogie - The Reach

Boogie – The Reach

Saído do já conhecido Compton, Boogie teve um 2015 em grande de pois de ter ganho notoriedade com o single “Oh My”. Como não poderia deixar de ser, pelo menos, não quando se é de Compton, nas suas letras prevalecem as guerras de gangs.

Joey Fatts - Ill Street Blues

Joey Fatts – Ill Street Blues

Joey Fatts lançou este trabalho ainda durante o luto do seu mentor A$AP Yams. Ill Street Blues é a história de ter sido criado no mesmo bairro de lendas como Snoop Dog e Nate Dogg. Um álbum de qualidade e lançado sobretudo com o intuito comercial.

Subscreve a nossa newsletter e fica a par de tudo em primeira mão!

No Comment.

Artigos Relacionados

Djamila Ribeiro

18,90 

PUB