PUB
Babetida Sadjo | DR
Babetida Sadjo | DR

Babetida Sadjo lança a sua primeira produção em Festival de Bruxelas

Babetida Sadjo, uma das 100 Personalidades Negras Mais Influentes da Lusofonia pela PowerList100 saltou do mundo da representação para estar atrás das câmaras. O seu primeiro filme, que é uma curta metragem e tem o título de Hematoma, estreia-se no Festival de Curtas Metragens de Bruxelas, a decorrer na Bélgica entre dia 20 e 30 de abril.

A atriz guineense escolheu a sua conta do Instagram para repostar o anuncio feito pela produtora responsável pelo filme, a belga 10.80 Films, e deixou clara a satisfação e orgulho pela conquista.

“É com muito orgulho que apresentamos Hematoma, a magnífica e primeira curta-metragem de Babetida, no cartaz do Festival de Curta Metragem de Bruxelas”, escreveu a produtora.

Hematoma vai estrear-se às 21h do dia 20 de abril no cinema do Flagey, na capital belga, sendo que a segunda sessão será exibida na tarde do dia 25 de abril, às 13h30, no mesmo cinema.

Hematoma é uma curta-metragem que conta a história de Judith, uma mulher adulta que carrega o trauma de ter sido violada pelo padrasto na infância.

Depois de 25 anos em silêncio, Judith decide revelar o acontecimento na esperança de que alguma justiça seja feita, porém, ao perceber que nada vai acontecer, a mulher opta por enfrentar o pedófilo que a violou e violentou.

A personagem principal é interpretada por Martha Canga António, mais conhecida por Martha Da’Ro, uma cantora e atriz belga de 27 anos de origem angolana que estrelou no aclamado filme belga Black – Amor Em Tempos de Ódio, lançado em novembro de 2015.

Além de Martha, Astrid Whettnall, Audilia Baista, Nyasha M’Buze, Wim Willaer e Kessi M’Buze também fazem parte do elenco.

Babetida Sadjo é uma atriz e agora realizadora belga, nascida na Guiné-Bissau. Sadjo saiu de Bafatá aos 12 anos, rumo ao Vietname, onde viveu por quatro anos com a família e descobriu o teatro. Entretanto, mudou-se para a Bélgica e em 2007 formou-se em Arte Dramática, no Conservatório Real de Bruxelas.

Babetida é uma proeminente atriz da sua geração e prova disso foi o prémio Ensor de Melhor Atriz Secundária, pelo filme Waste Land, dirigido por Pieter Van Hees – atribuído pela primeira vez a uma mulher negra.

A atriz é também a primera de origem guineense a figurar numa série da Netflix, “Into The Night”, a primeira produção belga da plataforma de streaming.

Subscreve a nossa newsletter e fica a par de tudo em primeira mão!

PUB