PUB
DJ Black Coffee | ©David Becker/Getty Images via AFP
DJ Black Coffee | ©David Becker/Getty Images via AFP

Black Coffee ganha Grammy na sua primeira indicação

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Os sul-africanos acordaram nesta segunda-feira com um motivo extra para celebrarem a expansão da sua música a nível global. Black Coffee ganhou o seu primeiro um Grammy.

O DJ de maior sucesso da África do Sul levou para casa o prémio de Melhor Álbum Dance/Eletrónico, na 64ª edição dos Grammy, com o disco Subconsciously.

Na mesma categoria, Coffee teve como concorrentes Illenium (Fallen Embers), Major Lazer (Music Is the Weapon (Reloaded)), Marshmello (Shockwave), Sylvan Esso (Free Love) e Ten City (Judgement).

Black Coffee, cujo nome verdadeiro é Nathi Maphumulo, é o primeiro produtor sul-africano a ser indicado e vencedor na categoria.

O artista aceitou o prémio, subindo ao palco do evento com o filho Esona. “Quero agradecer a Deus o dom da música e poder partilhá-lo com o mundo e curar algumas almas e ajudar as pessoas a passar por tudo o que estão a passar na vida, disse o produtor, não esquecendo os agradecimentos à sua equipa também.

O álbum de 12 faixas, lançado em fevereiro de 2021, incluiu participações com Diplo, Pharrell Williams, Usher, Sabrina Claudio, Maxine Ashley e Msaki.

Durante uma entrevista com a Recording Academy, Maphumulo voltou a expressar gratitude e o que o levou a lançar Subconsciously. “Acabei de ganhar um Grammy! Primeira indicação, primeiro Grammy, inacreditável! A princípio, foi intencional criar um álbum que fosse reconhecido nesse nível. Sendo alguém que vem da África do Sul ou África, onde a maioria dos nossos artistas são categorizados juntos, então, fui muito intencional com o que queria fazer com este álbum, onde ele competiria em escala global com pessoas que eu considero colegas”, disse.

Coffee disse ainda que esperava servir de inspiração, sobretudo, para as crianças. “O prémio não é para mim, mas para mostrar a elas que não se trata apenas de música, mas de qualquer coisa que elas queiram fazer. É para mostrar que é possível”, disse.

Subscreve a nossa newsletter e fica a par de tudo em primeira mão!

No Comment.

Artigos Relacionados

Véronique Tadjo

8,00 

PUB