PUB
C4 Pedro | DR
C4 Pedro | DR

C4 Pedro pergunta “Se vou ou se fico” em novo videoclipe

Depois de uma primeira fase intensa de promoção no TikTok e no Instagram, C4 Pedro lança finalmente o videoclipe da música “Se vou ou se fico”. A tarraxinha, cuja produção é do próprio cantor, já tem o respetivo vídeo no YouTube.

Em entrevista com a BANTUMEN, C4 Pedro falou sobre a produção desta nova música e em como, por norma, esse processo desenrola-se de forma intuitiva. Com “Se vou ou se fico”, tudo começou pelo instrumental da música e depois o resto fluiu naturalmente com o tempo.

“O meu processo de criação nunca é totalmente consciente. Não imagino uma situação e depois escrevo a falar sobre a situação, muitas vezes surge uma inspiração e as palavras surgem naturalmente. É raro, mas tem vezes em que crio primeiro a melodia na cabeça e depois o instrumental mas, neste caso, primeiro criei o instrumental e depois surgiu a melodia”, explicou C4 Pedro.

Ao ouvir este “Se vou ou se fico”, logo de primeira, a melodia marcante convida-nos de imediato a abanar a cabeça ou a bater o pé e a culpa é de um instrumento tradicional angolano, a marimba. “Estava a precisar de alguma coisa que ‘tivesse’ África, então pensei logo em colocar aquela marimba. A partir daquela marimba, o resto começou a surgir de forma natural”, disse C4.

Apesar de a letra da música revelar uma situação tensa e de ruptura, King Ckwa fez diferente e no vídeo inseriu alguns elementos dançantes, que se conjugam com o ritmo da faixa. “Quero que as pessoas dancem. Preciso trazer alegria. Posso trazer-te uma história triste mas vou trazê-la com dança. A música é sobre conflitos numa relação mas, a forma como é cantada, o ritmo escolhido, é que torna a cena dançante e alegre. Acho que, de forma consciente, as pessoas podem abordar certas questões com alegria. Tu não precisas cantar uma música sobre ruptura de uma relação com choros e lágrimas, tal como acontece em ‘Vamos ficar por aqui'”, disse C4 Pedro.

O método para captar bailarinas para figurarem no videoclipe passou pelo Instagram e Tiktok. “Não tenho muitas músicas com dança. Como não sou coreógrafo, decidi criar um concurso para estarmos todos a trabalhar, no sentido de ‘a união faz a força’, e graças a Deus teve muita resposta. A Suzana Rodrigues, que foi vencedora do passatempo disse: “Quando a música é boa, facilita bastante na criação da coreografia’, e no caso desta música foi muito fácil. As pessoas quiseram fazer parte desta brincadeira”.

“Quando ela [Suzana Rodrigues] fez a cena dela eu fiz um esforço máximo para não me deixar influenciar pelos números. O facto de um vídeo ter um número elevado de likes ou views não faz deste uma coreografia melhor, às vezes, podia ser uma coisa muito mais engraçada. Foi uma decisão muito pessoal e quando vi coreografia da Suzana, eu que não sou bailarino, pensei logo ‘eu consigo fazer’. Então, se eu consigo fazer isso, qualquer outra pessoa pode”, explicou C4 Pedro sobre o que pesou na escolha da melhor.

Sobre como rotular a sua nova música, C4 afirma que “Se vou ou se fico” é uma “tarraxinha mais mexida” mas tem noção que “fugiu muito” daquele ritmo. Algo que acontece nas suas produções, que recebem várias influências, como afrobeats, kizomba e sonoridades latinas.

“A kizomba influenciou muita gente mas também surgiu graças as outras influências. E a música é isso. A música é uma constante conexão entre as pessoas. Se for falar de uma kizomba a 100% [original] provavelmente colocaria uma música do Eduardo Paim. Quanto à minha música eu não diria que é uma kizomba a 100%, igual ao que os meus colegas foram fazendo. Eu deixei-me influenciar por outras sonoridades. Se ouvires um ‘Bo Tem Mel’ vais sentir uma influência do pop. O primeiro beat de kizomba que fiz foi o ‘Da Só’ e, naquela altura, algumas pessoas perguntaram ‘C4, como se dança isso?’. Portanto, aquilo é uma kizomba muito mais rápida. Na altura tomei a liberdade de colocar as minhas músicas muito mais rápidas. O que as pessoas não perceberam é que trouxe um BPM  ‘exclusivo’ nas minhas músicas. Todas as minhas músicas tinham 100 BPMs, logo era mais fácil para um DJ misturar as minhas músicas de uma vez”, disse C4 Pedro.

Sobre a produção do novo single, C4 Pedro disse que foi feita por si, mas que recorreu a opiniões externas também. “Costumo trabalhar com a malta da minha banda quando é para colocar uma guitarra específica ou para colocar um acorde de piano mais elaborado. Nesta música opinião, pedi a opinião de um ou outro sobre o compasso, a forma como o resto estava a ser feito mas produzi na totalidade”, explicou.

O clipe “Se vou ou se fico” tem a realização de Gonçalo XZ, design e color grading de André Pega e uma produção de Rodrigo Balona. O videoclipe foi gravado em Portugal, onde o artista aproveitou para gravar igualmente as imagens da música “Cofres do Céu” que poderá estar disponível ainda este mês de fevereiro. 

Para este ano, C4 Pedro está a preparar mais músicas e está a trabalhar com Bruna Amado, que é atualmente uma das suas apostas musicais. Tudo indica que a artista irá lançar músicas novas e que os videoclipes vão começar a ser gravados brevemente.

Subscreve a nossa newsletter e fica a par de tudo em primeira mão!

PUB