PUB

Com a maior comitiva de sempre, estes são os 6 atletas de Cabo Verde nos Jogos Olímpicos de Tóquio

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Os Jogos Olímpicos de Tóquio, que começam já no próximo dia 23 de julho, vão contar com a participação de seis atletas cabo-verdianos, a maior comitiva de sempre do arquipélago na competição. Sandrine Billiet, Jordin Andrade, Márcia Lopes, David Pina, Troy Pina e Jayla Pina vão vestir as cores de Cabo Verde e tentar levar para casa o maior número de medalhas possível.

“Em tempo atípico de pandemia, Cabo Verde tem sofrido muito com o adiamento de provas qualificativas e mudanças nas regras de qualificação”, de acordo com o Comité Olímpico do país, mas mesmo assim, foi possível bater o recorde do número de participações naquele que é um dos maiores eventos desportivos e culturais do mundo.

Esta edição dos jogos Olímpicos deveria ter acontecido em 2020 mas, devido à pandemia de coronavirus, a competição teve de ser adiada para 2021, de 23 de julho a 8 de agosto. Dos PALOP, além de Cabo Verde, Angola também vai estar representada em Tóquio, nas competições de vela com Matias Montinho e Paixão Afonso, pela seleção de andebol feminino, pela judoca Diassonema Neide, campeã africana em 2019, e pelos nadadores Catarina Sousa e Salvador Gordo.

De salientar que a competição ficou ainda manchada pela polémica proibição dos atletas protestarem pela igualdade racial no pódio, uma decisão claramente contra o movimento Black Lives Matter. A medida surge depois de o Comité Olímpico Internacional ter inquirido vários atletas [cuja maioria é não negra], e mais de dois terços não consideram apropriado protestar durante a competição.

Márcia Lopes

Mária Lopes | ©Motion Shots

Primeira atleta cabo-verdiana a garantir lugar em Tóquio (por via de wild card do Comité Olímpico Internacional), Márcia é atleta de ginástica rítmica e uma das mais cotadas em África, segundo a Federação Internacional de Ginástica. Márcia é Campeã Nacional Sénior em título (2019) e Medalha de Ouro nas Canárias (2018).

Sandrine Billiet

Sandrine Billet | ©Judo Team Cabo Verde

Sandrine é uma judoca belga de nacionalidade cabo-verdiana, medalha de prata no Campeonato Africano de Sénior, no passado mês de maio em Dakar, no Senegal, e que participou recentemente no Campeonato do Mundo da modalidade, conseguindo pontos valiosos para a sua qualificação. A nível profissional, Sandrine faz pesquisas relacionadas com as federações desportivas do mundo, o que a levou a assentar em Cabo Verde, país do qual acabou por adquirir a nacionalidade “desportiva”.

Jordin Andrade

Jordin Andrade é velocista e garante a sua presença nos JO de Tóquio nos 400 metros barreiras, depois de receber um wild card (convite) do Comité Olímpico Internacional. Andrade, que vive nos EUA, fará assim a sua segunda participação, depois de ter-se qualificado pelos mínimos para os Jogos do Rio (2016) e ter chegado à semifinal da sua competição.

Troy e Jayla Pina

Jayla e Troy Pina | ©Sportstar

Cabo Verde ganhou pela primeira vez uma equipa de nadadores a competir nuns Jogos Olímpicos com os irmãos Troy e Jayla Pina. Embora nunca tenham estado em Cabo Verde, os irmãos irão representar o país de origem da mãe. Troy, que tem 22 anos, vai competir nos 50m livres masculinos e Jayla, de 16 anos, vai competir nos 100m bruços femininos.

David Pina

David Pina | DR
David Pina | DR

O pugilista, 52 quilos e natural de Santa Cruz, ilha de Santiago, vai a Tóquio 2020, depois do Comité Olímpico Internacional atribuir-lhe um wild card. No que toca a competições internacionais, Pina representou Cabo Verde nos Jogos Africanos de 2020 em Dakar, Senegal.

Subscreve a nossa newsletter e fica a par de tudo em primeira mão!

0 comentários

Os comentários estão fechados.

PUB