PUB
Web Summit

Cabo Verde leva 10 startups à Web Summit

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Cabo Verde volta a marcar presença na Web Summit, a maior feira de inovação e empreendedorismo da Europa, com 10 startups. No âmbito da 5ª edição do GoGlobal, 10 startups, com projetos de base tecnológica, foram selecionadas para representar Cabo Verde no evento, que terá como palco a cidade de Lisboa, de 1 a 4 de novembro. 

A GoGlobal, sendo uma das iniciativas do Programa Cabo Verde Digital, gerida pela Pró Empresa, com o propósito de desenvolver um ambiente propício para o empreendedorismo tecnológico, representa um esforço conjunto entre o Governo e entidades públicas e privadas, a nível nacional, com o objetivo de criar oportunidades para jovens empreendedores, no domínio das TIC em Cabo Verde, participarem em feiras globais de inovação e tecnologia, estarem em contacto com melhores referências e aproveitarem oportunidades de promoção, internacionalização e estabelecimento de parcerias.

À semelhança das outras edições, através de um concurso público que decorreu a nível nacional, foram identificadas Startups e projetos que demonstraram, através das suas candidaturas, terem projetos, produtos, processos ou serviços inovadores, com recurso às tecnologias e com alto potencial de escala. 

De um total de 33 candidaturas submetidos (21 de Santiago, 8 de São Vicente, 2 do Sal, 1 de Boa Vista e 1 de Santo Antão), foram selecionadas 10, através de um processo de Avaliação e Seleção, conduzido por um corpo de 5 jurados independentes, representantes de entidades parceiras e seguindo os critérios de elegibilidade dos promotores e dos projetos, bem como os critérios de avaliação, conforme estabelece o Regulamento do Concurso.

As 10 startups selecionadas são: Power Solutions – TryOn; Pratex – Eficácia é a nova norma; All Seven – Love it do it; Makaron – Casas Morabeza; ProTour – TuriGame; Chuva.io – Samba; Silfer Bots – Faxi; One Technology – Help He;  Bluetech – Medicare e Enernova – Empresa de Energias Renováveis. 

Como forma de garantir que as startups consigam tirar o maior proveito do ambiente que se vai criar em Lisboa, por causa da Web Summit, está programada uma ação preparatória, durante a semana que antecede a viagem, onde os empreendedores terão acompanhamento personalizado e aprenderão as melhores práticas para capitalizar a sua presença.

A operacionalização desta iniciativa só tem sido possível graças à aposta de um conjunto de organizações de referência a nível nacional, no desenvolvimento do ecossistema de inovação para StartUps de base tecnológica e na criação de produtos Made in Cabo Verde. Sendo assim, além dos representantes das dez Startups selecionadas, farão parte da delegação de Cabo Verde, a Secretaria para Economia Digital, a Pró Empresa, a Direção Geral da Economia Digital, o TechPark CV, a Cabo Verde Telecom, a Unitel T+, o Banco de Cabo Verde, a Bolsa de Valores de Cabo Verde, a Electra, a IGQPI, a Universidade de Cabo Verde entre outras entidades. De facto, este “djunta mô”, tem-se revelado como uma plataforma singular para a troca de sinergias, estabelecimento de parcerias profícuas e estratégicas, definição de metas e principalmente reforço dos laços humanos.

Subscreve a nossa newsletter e fica a par de tudo em primeira mão!

No Comment.

Artigos Relacionados

Véronique Tadjo

8,00 

PUB