PUB

Coke Studio Africa ’17: Anselmo e Dji Tafinha falam sobre as suas experiências no programa

Dji Tafinha e Anselmo Ralph apresentaram esta terça-feira, 8, as suas experiências na edição do programa Coke Studio Africa ’17, conhecido por juntar vários artistas africanos em prol da cultura do continente.

Este ano, Angola foi representada por Anselmo Ralph e Dji Tafinha que se juntaram aos já bem conhecidos sul-africanos Mi Casa e ao tanzaniano Rayvanny, respectivamente.

O “cupido” e os Mi Casa contaram com a produção do nigeriano Masterkraft, enquanto Tafinha e Rayvannyy foram conduzidos na produção por Nahreel, um dos nomes mais sonantes da área na Tanzânia.

“Depois de 12 anos de carreira, vários álbuns lançados, ter produzido vários artistas, ser um dos mentores do The Voice Angola, e ter arrecadado alguns prémios em Angola, esta era uma das coisas que gostaria imenso de fazer parte. É a união cultural, musical, de artistas africanos que muitas vezes nem se conhecem pessoalmente. Ser um dos representantes de Angola é extremamente gratificante”, disse Dji Tafinha.

 

Por sua vez, Anselmo também revelou a sua experiência com os Mi Casa. “São um grupo com quem já estava a tentar trabalhar há algum tempo e finalmente conseguimos através do Coke Studio Africa. Até estar lá e conhecer de verdade o projecto, eu tinha-o como apenas mais um. Mas depois de lá estar, percebi que é muito mais do que um simples projecto e que a Coca-Cola está a incentivar aquilo que, nós artistas africanos, devíamos fazer naturalmente. A verdade é que nós ficamos com as antenas muito ligadas ao ocidente, aos artistas americanos, latinos e nos esquecemos das nossas raízes e que temos muito, mas muito talento cá no nosso continente”, explicou por sua vez Anselmo Ralph.

Sobre a impressão que os artistas de Angola têm deixado no programa, Anselmo não poupou palavras. “É bom principalmente pela reputação que nós angolanos deixámos lá. Porque houve artistas, principalmente americanos, que não vou dizer nomes, não deixaram uma boa reputação ‘porque são muito armados, aquele é muito isso ou aquele é ignorante’”.

Recorde-se que, na edição anterior do programa Yuri da Cunha e Landrick foram os artistas escolhidos para partilharem a sua experiência musical.

A edição do Coke Studio Africa deste ano vai para o ar já no dia 12 de Agosto e será transmitida em Angola através da TV Record e TPA 2.

Subscreve a nossa newsletter e fica a par de tudo em primeira mão!

PUB