PUB
Vitalina Varela | DR
Vitalina Varela | DR

Filme “Vitalina Varela” na corrida aos Óscares

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

“Vitalina Varela”, filme de Pedro Costa que conta a história de um casal de cabo-verdianos separados pela imigração, está entre os filmes nomeados a candidato português à categoria de Melhor Filme Internacional dos Óscares. Além deste, estão na corrida “Listen”, de Ana Rocha de Sousa, “Mosquito”, de João Nuno Pinto e “Patrick”, de Gonçalo Waddington.

Em comunicado, a Academia Portuguesa de Cinema anunciou na passada segunda-feira “os quatro filmes nomeados para votação do candidato de Portugal à categoria de Melhor Filme Internacional na 93.ª edição dos Óscares” a decorrer em Abril de 2021.

Os nomeados foram escolhidos por um comité de pré-seleção composto por nomes como da atriz Isabel Abreu, do realizador Lauro António e do ator e realizador Welket Bungué.

O processo de escolha do candidato português irá passar agora “por um período de votação entre os membros da Academia Portuguesa de Cinema, que decorre de 2 a 15 de novembro, até à revelação do filme selecionado, que será anunciado a 16 de novembro”.

A 93.ª edição dos Óscares está marcada para 25 de abril de 2021, em Los Angeles, nos Estados Unidos da América.

O filme Vitalina Varela estreou-se em 2019 no Festival de Locarmo, na Suíça, tendo recebido então o Leopardo de Ouro, sendo este o prémio máximo, e Vitalina Varela, a protagonista foi premiada como melhor atriz.

A actriz é também responsável pelo argumento do filme, em conjunto com o realizador Pedro Costa.

Entretanto, o filme já foi exibido em mais de 50 festivais de cinema, cinematecas e ciclos dedicados a Pedro Costa, sendo premiado em montras internacionais de cinema como o Festival de Cinema de São Francisco nos Estados Unidos, que deu a Pedro o prémio de “Persistence of Vision”.

“Vitalina Varela” relata a história verídica de uma mulher cabo-verdiana que viveu a maior parte da sua vida à espera de ir ter com o seu marido, Joaquim, emigrante em terras lusitanas. Chegando três dias após o seu funeral, Vitalina seguiu os escassos vestígios físicos que o marido deixara, descobrindo a sua vida secreta e ilícita.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Subscreve a nossa newsletter e fica a par de tudo em primeira mão!

No Comment.

Artigos Relacionados

PUB