PUB
H&M
Screenshot

H&M já pediu desculpa pela imagem polémica

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

A H&M pediu desculpa e removeu a imagem que tinha de uma criança negra vestida com uma sweat verde e a frase: “O macaco mais cool da selva”. Nas últimas 24 horas, as redes sociais encheram-se de mensagens de protestos contra o acto racista da marca sueca.

Ler+ Descobre quais foram os jogos mais comprados na PS4 em 2017

“Esta imagem já foi removida de todos os canais H&M e queremos pedir desculpa a todas as pessoas que tenhamos ofendido”, disse uma porta-voz da empresa sueca.
A fotografia fazia parte da colecção mais recente da empresa sueca, que não foi feliz na escolha do modelo, nem da sweat. Entretanto, a imagem foi removida do site enquanto as fotografias semelhantes com crianças brancas continuam disponíveis. Nas peças de roupa, pode ler-ser “Mangroove Jungle” e “Official Expert Survivor”.
Alex Medina, que trabalha na área como designer de marcas, sublinhou a exigência que as marcas têm de ter a este nível. ” “Em 2018, não há espaço para as marcas e os directores de arte serem negligentes e sem consciência. Nós publicitários temos de fazer melhor”, escreveu Medina no Twitter.


The Weeknd foi uma das principais vozes deste protesto, uma vez que o artista já trabalhou com a H&M. Em 2017, o canadiano lançou a sua colecção mais recente em colaboração com a gigante sueca. Mas parece ter sido a última, porque depois deste “descuido” The Weeknd escreveu no Twitter: “Acordei esta manha e senti-me chocado e envergonhado. Estou extremamente ofendido e nunca mais vou voltar a trabalhar com a H&M”.

Subscreve a nossa newsletter e fica a par de tudo em primeira mão!

PUB