PUB
La Calle
La Calle

La Calle Studio, o sítio para as tuas captações

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

A Amadora não é só uma das zonas preferidas da imprensa sensacionalista portuguesa para produzir manchetes sobre a comunidade negra, é também um viveiro de artistas.

No número 6C da Praceta Dr. António Macedo encontrámos o La Calle Studio, por onde já passaram nomes como Tekilla, Sam The Kid, Beatoven, FS Capone e formam-se tantos outros novos.

La Calle Studio é um espaço prático e acolhedor, que tem como objetivo proporcionar aos artistas um ambiente que estimula e impulsiona a liberdade e criatividade musical, “para que se sintam realizados com a sua musicalidade e motivados a fazer cada vez mais e melhor”, explicam-nos os fundadores Joel Ricardo e Reinaldo Colombo.

A ideia surgiu em 2018, durante uma conversa entre os dois amigos. Reinaldo também é artista e na altura, a viver em Portugal, sentiu que Portugal tinha um ambiente extremamente difícil para novos artistas, sobretudo no mundo do rap. Depois de ter feito sessões em vários estúdios, sentiu que era necessário um grande esforço financeiro para produzir músicas com um mínimo de qualidade aceitável para projetar a carreira. Foi aí que partilhou com o Joel essa dificuldade e ambos tiveram a ideia de criar um espaço focado nos artistas emergentes, que, por um preço mais razoável, garantisse a qualidade e profissionalismo que grandes produtoras garantem.

E não só focado nos novos artistas como “até mesmo para artistas conceituados que queiram um espaço profissional mais acolhedor para tirar ideias da cabeça para o papel”, diz-nos Joel. 

A inspiração do nome veio da palavra rua em espanhol. “Escolhemos este nome porque, de forma geral, a rua é aquele sítio onde as pessoas estão na correria atrás do seu pão, onde estão com os amigos, é onde as pessoas se sentem à vontade, onde podem ser elas mesmas sem receio de serem julgadas. E é este o conceito da Calle, um espaço com todas estas características, onde o foco é trabalhares no que gostas e seres reconhecido por isso. Win-win“, explica Reinaldo.

Na equipa de profissionais experts em diferentes sonoridades musicais, listamos Boper, produtor angolano (Cabinda) de renome – que já trabalhou com Kenny Bus, Mc Matita, Yola Semedo, Euclides Da Lomba, Eddy Tussa, entre outros; e Rookey, um produtor emergente mas que “tem dominado a cena como se fosse um veterano”, asseguram os fundadores; além de engenheiros de som (mix e master) como beatmakers.

Com o objetivo de prestar serviços de produção musical, mistura, masterização e aluguer do espaço para artistas que já tenham os seus próprios produtores, podes contatar a La Calle Studio através das suas redes sociais.

Subscreve a nossa newsletter e fica a par de tudo em primeira mão!

PUB