Procurar
Close this search box.

Centrooptico Angola disponibiliza exemplares da colecção limitada e exclusiva

centrooptico

A Centrooptico Angola lançou, recentemente, uma nova colecção de óculos de sol denominada Futura Dot, tendo disponibilizado quatro exemplares desta linha exclusiva e numerada.

Esta colecção foi criada em 1973 pela Silhouette, tendo sido originalmente projectada para ser usada apenas em passerelles. No total, a colecção é constituída por 1964 peças, sendo as mesmas distribuídas em diferentes países no mundo, sendo que, para Angola, foram apenas disponibilizadas 4 peças. Estas, foram então então apresentadas pelo Centrooptico Angola.

Segundo a Directora de Marketing do Centrooptico, Susana Ferreira, “a Futura Dot afirma-se de forma ousada, e é sempre uma tendência. Agora, a Silhouette está a reinterpretar o toque criativo da sua antiga colecção, numa edição limitada, especial e numerada, que é inovadora, futurista e incomparavelmente elegante.

A colecção Futura Dot será, certamente, um sucesso entre os seguidores de moda que querem irradiar confiança e originalidade. Angola não ficou de fora e terá apenas quatro pares desta magnífica colecção que vai dar que falar em todo o mundo”

Segundo a marca, a estética da colecção Futura Dot é inconfundível, visto combinar as tendências dos anos 70 com uma visão futurista. Só por si, as peças da Silhouette já se assumem como definidoras de tendências, sendo esse, também, um dos motivos pelos quais o Centrooptico conseguiu assumir a representatividade, em exclusivo, da marca em Angola.

Relembramos-te que podes ouvir os nossos podcasts através da Apple Podcasts e Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis no nosso canal de YouTube.

Para sugerir correções ou assuntos que gostarias de ler, ver ou ouvir na BANTUMEN, envia-nos um email para [email protected].

Recomendações

Procurar
Close this search box.

OUTROS

Um espaço plural, onde experimentamos o  potencial da angolanidade.

Toda a actualidade sobre Comunicação, Publicidade, Empreendedorismo e o Impacto das marcas da Lusofonia.

MAIS POPULARES