PUB
NAYELA
Fotografia: João Pedro / BANTUMEN

Nayela recebida em casa cheia no seu primeiro concerto a solo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Quem priva com Nayela lida com um furacão de mulher, cuja personalidade vibrante contagia. E foi exatamente isso o que aconteceu no passado sábado, 30, na sua primeira apresentação a solo.

A Casa Independente, em Lisboa, foi pequena para a quantidade de pessoas que quis fazer parte deste momento especial para a artista angolana.

“Perda” foi a estrela da noite, sendo o lançamento de estreia de Nayela, acabado de lançar.

No fim do concerto, que contou também com produção em direto, Nayela contou-nos que o evento é resultado de um trabalho da pandemia. “Essas músicas estão prontas há mais de dois ano,” disse. Questionada sobre o porquê de ter aguardado tanto tempo para começar a lançar as músicas, a artista indicou que serviu também para provar que tem “um team maravilhoso” que conseguiu segurar as suas ansiedades para lançar agora no pós-pandemia, para que as pessoas pudessem aproveitarem ao máximo essas músicas. “E foi isso mesmo que aconteceu aqui. Agora estou a vir, podem esperar por mais”, sublinhou.

Nayela levou para o palco um violão e um MPC live da Akai, regalando a plateia com o seu talento de produtora. “Para esse show decidi fazer uma coisa diferente, só minha, e quero também dar o exemplo a outras mulheres para começarem a produzir e terem o controlo das suas músicas”, explicou.

Nayela Simões é uma artista belga, de origens angolanas, a viver atualmente em Lisboa. Além de cantar, Nayela também produz. Em 2015 concorreu ao The Voice Angola e, mais recentemente, temo-la visto acompanhar vozes como Dino d’Santiago e Kady. A sua versatilidade artística já a levou também ao cinema, estreando-se como atriz em Pele Escura (2021), de Graça Castanheira.

Subscreve a nossa newsletter e fica a par de tudo em primeira mão!

No Comment.

Artigos Relacionados

Paula Bossio

19,90 

PUB