PUB

Os artigos mais clicados da semana | 28 ago a 5 set

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Sem qualquer estranheza, a história de Khaby Lame, uma das mais populares estrelas da Internet dos últimos tempos, foi o tema do artigo mais lido nos últimos sete dias na BANTUMEN. No ranking segue-se a nova música de NGA; a estreia do programa “Jantar Indiscreto”; a nossa entrevista a um dos fundadores da marca Kandonga e a segunda ida de Carla Prata ao ColorsxStudio.

Khabane Lame, o Charlie Chaplin dos tempos modernos com 150 milhões de seguidores

Aos 21 anos, o jovem italiano, de origem senegalesa, é uma das maiores estrelas que a Internet viu “nascer” no últimos tempos. De operário desconhecido a desempregado mais famoso do mundo, Khabane é uma história de sucesso online, com uma conta de TikTok avaliada em cerca de 33 milhões de euros, de acordo com as métricas de avaliação da web.

NGA lança “Kuia Nada” e deixa pistas de novo cocktail a caminho

O novo single traz o adoço de Monsta, os scratchs de Dj Liu One e a produção de 808Demon, um jovem produtor norte-americano residente em Decatur, Georgia (EUA) que na sua discografia conta com produções para Smokepurpp, Lil Wop, Chxpo e MoneyMan, rapper da Cash Money Records.

“Jantar Indiscreto” quer pôr Portugal a digerir preconceitos

Há um novo programa televisivo que pretende confrontar os portugueses com os seus próprios preconceitos. Idealizado e produzido pela Muxima Bio BV, o formato televisivo “Jantar Indiscreto” estreia-se na RTP2, no dia 16, às 23 horas.

Kandonga, o cocktail que quer valorizar “o que é nosso”

Kandonga, palavra que se tem muito ouvido e lido dentro da comunidade PALOP em Lisboa, nos últimos meses, é angolana. Remete às memórias da vida na banda, onde as ruas se misturam entre os kandogueiros (motoristas de táxis/minivans ) e zungueiras (vendedoras ambulantes), que são a referência do país.

Carla Prata, independente, foi ao Colors com a bandeira de Angola na mão

A música acabada de lançar no canal de YouTube alemão, que é uma das principais referências no mundo da música urbana europeia da atualidade, “foi escrita num momento em que Carla se sentia profundamente frustrada com as circunstâncias de uma artista autónoma. Quebrada e a lutar pela sobrevivência, Carla derramou o seu coração e as suas emoções no seu maior single até ao momento”, lemos no press enviado à redação da BANTUMEN.

Subscreve a nossa newsletter e fica a par de tudo em primeira mão!

WP Post Author

PUB