PUB
Phathar Mak no concerto de aniversário, em Luanda, em 2022 | DR
Phathar Mak no concerto de aniversário, em Luanda, em 2022 | DR

Phathar MAK celebra aniversário em palco com contemporâneos do Hip hop

António Makunge ou Phathar MA,K como é conhecido nas lides do hip hop, celebrou o seu quadragésimo sexto aniversário com a realização de mais um concerto intimista, na noite de 16 de outubro, no Palácio de Ferro, em Luanda.

Como artista de cabeça de cartaz, este pioneiro do movimento Hip hop em Angola levou ao palco como convidados especiais alguns dos seus contemporâneos da música, como Kool Klever, Paul G, Nikila de Sousa, Walter Ananaz, C4 Pedro e Karina Santos.

Como habitual, o concerto teve o suporte da banda Macunge, que ao longo de quatro horas tocou o melhor da discografia do rapper, fruto de uma carreira que soma mais de trinta anos.

Os convidados completaram a noite oferecendo o equilíbrio musical necessário em espetáculo à moda luandense, fazendo uma viagem ao Semba, kizomba, e outras sonoridades. Paul G relembrou clássicos dos SSP e da sua carreira a solo, o mesmo se esperava de Walter Ananaz em relação aos sucessos dos N’sex Love, mas o artista preferiu interpretar temas novos. Já C4 Pedro optou por pedir ao público que escolhesse os temas que deveria cantar e assim aconteceu.

Um momento que surpreendeu os presentes foi a revelação de que, afinal, o homem da famosa música cibernética, veio do rap e fez parte do esquadrão 8: Nikila de Sousa – de quem o rap não sente saudades pois está bem entregue a outro estilo musical e a aproveitar o sucesso da sua música.

Não estaríamos a ser justos se não destacássemos também a qualidade da música apresentada por Karina Santos, dona de uma voz que a todos encantou. Da mesma forma, outro artista e que em hipótese alguma passaria despercebido é Kool Klever, um Mc que em palco revelou cumplicidade com Phathar Mak.

tu estás comigo Klever?

estamos juntos e é assim,
estamos juntos nesta treta,
juntos até ao fim,
pode ser que as coisas mudem,
podem ser que não,
mas a verdade é que tens em mim um irmão”.

Phathar Mak

Foi com este verso que o ancião do rap angolano subiu ao palco e lá foi acolhido com fortes salvas de palmas. Na sequência musical chega a vez da atuação da música “Black Woman”, um dos temas de maior sucesso de Kool Klever e que nesta noite despertou atenção especial por trazer um dueto com Phathar Mak no primeiro verso.

Angola legaliza a profissão de artista
Phathar Mak, Walter Ananaz e Nikila de Sousa recebem as suas carteiras profissionais.

O momento mais sério do espetáculo foi a entrada em palco de Maneco Vieira Dias, presidente da Comissão de Carteira e Ética do Artista que, explicando a importância do organismo, aproveitou a ocasião para fazer a entrega da carteira profissional aos, agora, artistas profissionais Phathar Mak, Walter Ananás e Nikila de Sousa.

Para Maneco Vieira Dias, o passo dado, esperado há mais de vinte anos, representa um ganho da classe e afirma que uma das ações perspetivadas pela comissão é o processo de “inclusão dos artistas naquilo que são os programas da administração pública e segurança social, com vista ao reconhecimento da atividade liberal com acesso a segurança social”.

A iniciativa é do executivo angolano e as primeiras carteiras profissionais únicas do artista no país foram entregues em Luanda, em maio de 2022, na sequência de um trabalho de estudo realizado por uma comissão constituída por várias associações culturais.

O corte de bolo do contador de histórias

Não existe festa de aniversário sem bolo e o concerto intimista de Phathar Mak trouxe a particularidade do público participar do momento de apagar as velas, corte do bolo e ouvir histórias.

Os artistas convidados tiveram a responsabilidade de cantar os parabéns e foram honrados com o primeiro brinde. À sua maneira bem particular, o anfitrião enfatizou que o conceito dos concertos intimista engloba a característica do poder público ouvir histórias sobre as músicas, convidados e a sua trajectória de vida.

Estiveram entre a plateia, familiares, amigos e fãs que participaram de forma ativa a vibrar, dançar e a acompanhar cantando as músicas de Phathar Mak.

Subscreve a nossa newsletter e fica a par de tudo em primeira mão!

PUB