PUB

Preto Show e Teo No Beat lançam “Poporó” embebido de coupé decalé

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Preto Show acaba de lançar o seu primeiro som de 2022. “Poporó” está disponível nas plataformas de streaming e tem a produção habitual de Teo No Beat. O clipe tem a direção de Johel Almeida, numa produção da AfroDigital.

“Poporó” mistura samples de sucesso como o remix de “Alhadji”, de Dj Seadof e que é um coupé décale da Costa do Marfim, e o kuduro “Mana Socotó”, de Dj Znóbia, com a participação de Puto Português e Nacobeta.

“As músicas foram feitas há muito tempo e, como eu queria trazer uma nova sonoridade, liguei ao Teo e fui para o estúdio com esses samples”, explicou o artista no programa “A Tarde É Nossa”, da TV Zimbo.

Para quem segue a música urbana africana, sabe que o sucesso de uma faixa pode estar ancorado na coreografia da mesma. Por isso, antes de lançar “Poporó”, Preto ligou para alguns dançarinos como o veterano Mids, que criou o toque de dança. Depois, juntou-se ao coletivo Moikana, da nova geração de dançarinos, para acrescentarem o seu “condimento” à coreografia.

Gravado em terras lusas, “Poporó” é um clipe “bem mais estruturado” e com um “outro budget“, explicou o artista. Preto reuniu um total de 19 bailarinos para fazer o videoclipe, contando com profissionais da dança provenientes de Angola, Costa do Marfim, França, Cabo Verde, Portugal e Guiné Bissau.

“Eu precisava juntar e trazer um vídeo com outro budget. Saí do vídeo ‘Tamo a mandar lixar tudo’, que tem um low budget e agora preciso ter uma fasquia mais acima do limite”, explicou o artista na mesma entrevista.

Por alto, Preto Show disse que o custo total da gravação do clipe, com alojamento e alimentação, foi de mais seis milhões de kwanzas, o equivalente a quase dez mil euros.

A parte técnica do tratamento visual conta ainda com o nome de profissionais como Johel Almeida, Bobone, Rutzrec e Haroldo Correia.

Subscreve a nossa newsletter e fica a par de tudo em primeira mão!

No Comment.

Artigos Relacionados

Coleção Black Power

16,90 

PUB