PUB
Cabo Verde Music Award
Tranka Fulha nos CMVA 2021 | ©Inforpress

“Tranka Fulha”, o grande vencedor dos Cabo Verde Music Awards

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Os Cabo Verde Music Award (CVMA) consagraram este sábado, 7, o cantor Tranka Fulha com o prémio Música do Ano, com o single “Moda un pássaro”, que conta com a colaboração dos Ferro Gaita.

O jovem artista arrebatou o principal galardão do evento, realizado no largo do Memorial Amílcar Cabral, na cidade da Praia, numa gala que homenageou Gil Semedo, Grace Évora e Jorge Neto (a título póstumo), distinguidos com Prémio Carreira, que doravante passa a designar-se Prémio Cesária Évora.

Buguin Martins, Mário Marta e Gá Dalomba foram os mais premiados da noite com duas estatuetas cada, das 16 categorias desta décima edição, realizada sob o lema “Uma década a premiar a nossa música”.

O artista foguense, natural de Mosteiros, com o álbum Bu Markan, venceu as categorias de Melhor Kizomba e Melhor Videoclipe. Gá Dalomba ficou com os prémios de Melhor Hip Hop, numa parceria com Grace Évora & Kuumba, e de Melhor Colaboração, num dueto com Kuumba.

Já Mário Marta, na sua primeira aparição entre os nomeados dos CVMA, com o álbum Boa, ficou com as estatuetas de Melhor Coladeira e Melhor Intérprete Masculino. Josslyn foi consagrada a Melhor Intérprete Feminina, com “Dzem Porquê”.

Durante o evento, foram ainda distinguidos com menções honrosas os músicos Zé Rui de Pina, Jonny Fonseca e o “eterno” Orlando Pantera, autor de temas eternizadas pelos Tubarões como “Ca Fila”, “Tunuca”, ou “Serenata”.

A noite foi ainda marcada pelas atuações de Tito Paris e Cee Jay Sena, a fadista portuguesa Cuca Roseta, Teresa Fernandes, Tranka Fulha e Buguin Martins, sendo o ponto alto as apresentações de Gil Semedo e Grace Évora que, depois de atuações a solo, cantaram em dueto os maiores sucessos de Jorge Neto.

Num ambiente de glamour, que contou com as presenças do presidente cessante Jorge Carlos Fonseca e do vigente José  Maria Neves, a X edição dos CVMA marca a retoma de grandes eventos musicais no país.

Dilza Soulé, produtora dos CVMA enalteceu o engajamento de todos os parceiros nesta iniciativa cultural e musical, “que foi o culminar, com sucesso, de um projeto que começou há quase dois anos”.

Os vencedores:

Música do Ano: MC Tranka Fulia ft Ferro Gaita, “Moda un pássaro”;
Prémio Cesária Évora: Gil Semedo, Grace Évora e Jorge Neto;
Melhor Coladeira: Mário Marta, “Boa”;
Melhor Funaná: Fidjus Di Dona, “Nu ama nos mai”;
Melhor Morna: Jorge Sena, “Serenata a B. Leza”
Melhor Intérprete Feminina: Josslyn, “Dzem porquê”;
Melhor Intérprete Masculino: Mário Marta – “Boa”;
Melhor Álbum do Ano: Dynamo, “Independent”;
Melhor Produtor: DC PRO, “Nu ta kontinua pa li”;
Melhor Colaboração: Ga Dalomba ft Kuumba, “Afrokabuverdianu”;
Melhor Kizomba: Buguin Martins, “Bu markan”;
Melhor Hip hop: Gá Dalomba ft. Grace Évora & Kuumba;
Melhor Música tradicional: Tereza Fernandes, “Nhor Des criador;
Melhor Afrobeats/afrohouse: Kinzim, “Princesa”;
Melhor Ritmo internacional: Khaly Angel, “Ka bu largan”;
Artista Revelação: Janny Brito & Patrick Brito;
Melhor Videoclipe: Buguin Martins: Bu Marina;

Subscreve a nossa newsletter e fica a par de tudo em primeira mão!

No Comment.

Artigos Relacionados

Irene Vasco

19,90 

PUB