PUB
Rebecca Moradalizadeh | DR
Rebecca Moradalizadeh | DR

“Behind the Veil” de Rebecca Moradalizadeh e curadoria de Melissa Rodrigues no Porto

Rebecca Moradalizadeh acaba de inaugurar a exposição atobiográfica Behind the Veil, com a curadoria de Melissa Rodrigues, no espaço RAMPA, no Porto (Portugal).

Behind the Veil, é uma exposição que através das artes visuais, performativas e gastronómicas cruza essas experiências plurais em diálogo com a contemporaneidade.

“Exposição autobiográfica que atravessa as minhas múltiplas identidades – mulher-portuguesa-iraniana-artista-performer-cozinheira – procura refletir, problematizar e revelar inquietações sentidas no passado e no presente em ambas as sociedades (Portuguesa e Iraniana / Ocidente e Oriente), demarcando tensões sobre a Diáspora iraniana, estereótipos e imaginários em relação ao lugar da mulher numa cultura islâmica”, lemos na apresentação da exposição.

Rebecca voltou ao Irão em agosto de 2019, depois de 25 anos de impasses burocráticos. A viagem, que inspira este trabalho da artista, criou uma aproximação às suas origens, além de permitir o acesso “a histórias e perspetivas, até então distantes, turvas, sobre o país, a cultura, o quotidiano e a família, possibilitando uma (re)ligação pessoal e afetiva a um território que só existia de forma idealizada e alimentada por narrativas e memórias familiares antigas, longínquas”.

Em exposição até ao dia 7 de janeiro de 2023 na Rampa, Behind the Viel, vai contar com uma conversa com a curadora Melissa Rodrigues, Rebecca Moradalizadeh e Golara khalilinejad, no dia 10 de dezembro às 17 horas e, no último dia, será apresentada uma performance de Rebecca Moradalizadeh.

Rebecca Moradalizadeh nasceu em Londres, em 1989, é artista plástica, performer e arte-educadora portuguesa-iraniana. Vive e trabalha no Porto. É mestra em Estudos Museológicos e Curatoriais e licenciada em Artes Plásticas – Multimédia pela FBAUP. O seu trabalho explora a performance art, vídeo, fotografia, instalação, desenho e gastronomia, incidindo-se sobre questões do corpo, identidade, território, memória, arquivo e vestígios da qual se destaca LandMarks Series, um projeto autobiográfico associado à obtenção da sua cidadania iraniana iniciado em 2015. Tem vindo a apresentar regularmente o seu trabalho em festivais, residências e artist talks em espaços institucionais e independentes. Em 2020, recebe a bolsa Reclamar Tempo do Teatro Municipal do Porto e em 2022 é selecionada para integrar a Coleção Municipal de Arte do Porto, com propostas do projeto LandMarks Series.

Melissa Rodrigues, nascida em Cabo Verde, em 1985, vive e trabalha entre o Porto e Lisboa. É performer, arte-educadora, anti-racista e ativista feminista. É membro da RAMPA e da UNA – União Negra das Artes e InterStruct Collective. Licenciada em Antropologia UNL/FCSH e pós-graduada em Performance pela FBAUP. Como artista-pesquisadora nos campos da performance e cultura visual, desenvolveu estudos e apresentou performances sobre imagens e representação do Corpo e das Subjetividades Negras Afrodiaspóricas em colaboração com artistas visuais, cientistas sociais e intérpretes.

Subscreve a nossa newsletter e fica a par de tudo em primeira mão!

PUB