PUB

Refrigerantes matam mais de 180 mil pessoas por ano

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Sabemos que curtes beber da boa e fresca gasosa logo às 8 da manhã para acompanhar a magoga da tia da esquina, mas lê com atenção o que escrevemos em seguida.

Entre 1980 e 2010, 133 mil pessoas tenham morrido devido a diabetes, 45 mil a patologias cardiovasculares e estima-se 6.450 devido a cancros associados ao consumo de bebidas açucaradas.

“Muitos países no mundo apresentam um elevado número de mortes causadas por um único fator dietético — os refrigerantes e outras bebidas açucaradas (…), pelo que reduzir significativamente [o seu consumo] ou eliminá-las da dieta deve ser uma prioridade à escala planetária”, defendeu Dariush Mozaffarian, o principal autor do estudo e decano da Faculdade de Ciências da Nutrição da Universidade de Tufts, em Boston (Massachusetts).

As estimativas de consumo foram efetuadas a partir de 62 inquéritos alimentares preenchidos por 611.971 pessoas entre 1980 e 2010 num total de 51 países.

Os investigadores também estimaram as quantidades de açúcar disponíveis, a nível nacional, em 187 países e estabeleceram uma analogia entre a incidência da diabetes, de patologias cardiovasculares e cancro segundo zonas geográficas e as suas populações.

Cerca de 76% das mortes ligadas ao consumo de refrigerantes e de outras bebidas açucaradas ocorreram em países de baixos e médios rendimentos.

No total, a proporção de jovens adultos que sofrem de doenças crónicas como a diabetes, atribuídas ao consumo destas bebidas, mostrou ser maior do que a dos adultos mais velhos.

Subscreve a nossa newsletter e fica a par de tudo em primeira mão!

No Comment.

Artigos Relacionados

Rosana Mont'Alverne

19,90 

PUB