PUB
René Tavares
René Tavares

René Tavares expõe “In Memory We Trust” em simultâneo em Lisboa e Luanda

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

René Tavares, artista santomense, vai expor In Memory We Trust, em simultâneo em Lisboa e Luanda, numa promoção à reflexão em torno das noções de memória, história, tradição, património e miscigenação. A exposição acontece nos espaços da galeria This Is Not a White Cube, de 27 de Maio a 17 de Julho.

A mostra integra mais de 30 obras produzidas entre 2012 e 2021, muitas das quais inéditas e expõe, através de dois núcleos distintos – divididos entre Lisboa e Luanda – uma variedade significativa de meios que vão da pintura ao desenho, passando pela fotografia e pela instalação.

No núcleo angolano, o artista explora os temas da migração e do património que têm sido, ao longo dos anos, um motor consistente de inovação e criatividade na sua produção artística, para no núcleo português dar maior expressão a temas como a memória e a herança cultural.

A persistência do conceito de layer e do conceito de miscigenação define a estrutura principal da exposição, numa visão transposta da própria obra de René Tavares, que introduz reiteradamente combinações conceptuais inevidentes, referências culturais e patrimoniais cruzadas e soluções plásticas compostas.

Os múltiplos estratos que, material e plasticamente se somam em cada obra de René Tavares – seja ela pintura, fotografia ou desenho – encontram uma reciprocidade na sua estruturação conceptual. 

O processo de aglomeração de camadas, decorre da transposição para a obra de um olhar que se pode definir como arqueológico ou estratificado sobre a cultura ancestral santomense do Tchiloli – espetáculo tradicional santomense de origem europeia –, que o artista recupera, representa e reinterpreta plasticamente no núcleo de Luanda.

O resgate da imaterialidade do Tchiloli, visto à lupa da produção artística contemporânea que René Tavares consubstancia, é declarado neste exercício que documenta o cruzamento entre as narrativas pessoais – dos actores que o interpretam – e as narrativas históricas mais abrangentes – que os personagens encenam nas ruas de São Tomé e Príncipe.

 “Two Lives Tchiloli” é a série fotográfica mais antiga que integra a exposição, e uma das que, de forma mais clara, consubstancia esta ideia de encontro entre o passado e o presente, entre o individual e o colectivo, entre as narrativas pessoais e as narrativas históricas, numa dupla, mas una composição, traduzindo visualmente o encontro entre três povos – o português, o francês e o santomense – e a herança que daí adveio.

O certamente assinala também a abertura de um novo espaço da This This Not A White Cube, agora em Lisboa, mais precisamente no Chiado.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Podes sugerir correções ou assuntos que gostarias de ler, ver ou ouvir na BANTUMEN através do email redacao@bantumen.com.

Subscreve a nossa newsletter e fica a par de tudo em primeira mão!

No Comment.

Artigos Relacionados

Coleção Black Power II

16,90 

PUB