PUB
O Riso dos Necrófagos | 📷 © João Duarte
O Riso dos Necrófagos | 📷 © João Duarte

Riso dos Necrófagos vai abrir IX Bienal de Arte e Cultura de STP

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

A peça Riso dos Necrófagos, com a direção de Zia Soares, coprodução Teatro GRIOT e Culturgest, vai abrir a IX Bienal de Arte e Cultura de São Tomé e Príncipe, que este ano decorre entre 25 de junho e 25 julho.

Estreada em Lisboa no Grande Auditório da Culturgest em abril de 2021, a versão do espetáculo a apresentar na Bienal reúne o elenco do Teatro GRIOT e um elenco de São Tomé, com quem a encenadora trabalhou no início do processo criativo em 2020. Adneila Cabral, Aoaní Salvaterra, Benvindo Fonseca, Daniel Martinho, Edmar Silva, Izadora Madredeus, Leo Varela, Lucília Raimundo, Mick Trovoada, Neusa Trovoada, Prince Moisés, Rafa Salvador, Valdy dos Santos, Xullaji e Zia Soares compõe a lista de atores e atrizes em palco, para interpretar o argumento de Alda Espírito Santo, Conceição Lima e também de Zia Soares.

O Riso dos Necrófagos | 📷 ©João Duarte

Depois de Portugal e Itália, peça vai poder ser vista na CACAU – Casa das Artes Ambiente Utopias, na ilha de São Tomé, já a partir do dia 25 de junho.

O Riso dos Necrófagos pretende abrir diálogo entre o Teatro e a História, que começa nos vestígios da Guerra da Trindade encontrados na ilha de São Tomé, pela encenadora Zia Soares e pelo músico Xullaji, nas bocas dos que a viveram e dos que a ouviram contar, relatos de memórias desfocadas pela passagem do tempo. 

Com a direção de Zia Soares, a peça é o “prolongamento desse percurso celebratório, entrópico, onde os atuantes manipulam tempos e imagens, desossam e riem do delírio, reconfigurando os vestígios e os fragmentos do morticínio, a partir da ideia de celebração – a festa, a liturgia e os aspetos ritualísticos do quotidiano”.

Subscreve a nossa newsletter e fica a par de tudo em primeira mão!

PUB