PUB

Sizy está de volta ao rap game com “Xeh”

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Se segues com atenção a cena hip hop angolana, já deves ter ouvido falar de Sizy, o antigo produtor do grupo angolano Milionaires Boyz. Agora na pele de cantor, Sizy acaba de lançar o seu novo single que afirma o seu regresso ao mercado.

“Xeh” é o seu novo single, acabado de disponibilizar, um trap e que é uma espécie de cameback, depois de alguns anos afastado dos microfones.

O nome da faixa foi uma escolha óbvia, neste regresso de Sizy à música. “Xeh” é uma interjeição muito presente na boca de quase todos os angolanos, e até originários de outros Palop, para demonstrar espanto. “É o que cada um vai dizer depois de ouvir e ver o vídeo, e não só. O resto do projeto em si também.”

A produção da música foi feita por Yvng Finxssa e o videoclipe da música foi realizado pela Frio Films, tendo a direção colaborativa entre a Trono e a Frio Films.

“Xeh” é uma antevisão do próximo projeto, o EP NoBadDays, que será lançado ainda este ano.

Sizy disse que com o projeto vai dar continuidade ao seu legado e que vai apresentar um lado mais versátil dentro da música.

“O projecto foi criado em um mês e desde o início foi uma experiência muito gratificante. Contará com cinco faixas e sobre participações, prefiro não revelar ainda, mas posso adiantar que será uma mix de cantores conhecidos e desconhecidos, muito bons e produtores também”, disse.

Fora da música, Sizy é Rui Santos, um jovem angolano que, por causa dos estudos, vive atualmente em terras inglesas.

Caracterizando-se como um jovem que não é muito diferente daquilo que é dentro da música, Sizy considera-se como um artista versátil espontâneo, humilde e que está “sempre disposto a ajudar o próximo”.

Os seus primeiros passos na música surgiram na produção, tendo posteriormente sido instigado a cantar pelo grupo Millionaires Boyz. “Um deles disse ‘porquê que tu não cantas também? Tu tens tudo aqui, tens tudo exposto para ti. Tens um estúdio completo, quem nos dera ter esse espaço’. E realmente foi algo que me fez pensar muito”, relembrou.

“A primeira música foi uma dedicatória para a minha namorada que hoje é a minha mulher, e foi gravada no meu home studio. Na época, eu e minha namorada estávamos em países diferentes e foi uma fase em que sentia muito a falta dela e senti-me na posição de dedicar-lhe uma música como maneira de expressar o que sentia na altura”, relembrou.

Entretanto, o rapper lançou um EP e uma mixtape e além disso surgiram inúmeros desafios que fizeram com que o artista recuasse alguns passos no mundos das artes. Além das dificuldades em expor a sua música, teve de lidar com uma depressão, um dos maiores desafios que já teve de enfrentar.

Foi a arte que acabou por manter o barco à superfície. “A música conseguiu afastar-me disso tudo, conseguiu apagar tudo de mal que na altura estava a acontecer. A música simplesmente estava a funcionar naquele momento como o remédio necessário para a situação que estava a enfrentar”, disse-nos.

“A música tirou-me de um buraco negro sem eu nem sequer dar conta, e hoje é a coisa que eu mais amo fazer”, acrescentou Sizy.

Subscreve a nossa newsletter e fica a par de tudo em primeira mão!

No Comment.

Artigos Relacionados

PUB