PUB
Studio Bros | 📸 @andrechantrephoto
Studio Bros | 📸 @andrechantrephoto

Studio Bros: “Different é o afirmar da nossa identidade enquanto produtores”

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Depois de vários sets, mixs e singles lançados, a dupla Nunex e Famifox, mais conhecidos por Studio Bros, acaba de lançar o seu primeiro álbum, Different.

Este diferente, na sua tradução para português, é como um catalisador da identidade e influências dos dois artistas e produtores.

Com 12 faixas, o álbum lista nas participações os nomes de Freddy da Stupid, DanDara, The Hood Brodz & Táyra, Pierre Kwenders, Natalia Paris, LiloCox e Kusta1436. Estes artistas são os facilitadores da multiculturalidade que extravasa deste Different, num cruzamento com a house music embebida das sonoridades africanas.

Como em todos os seus trabalhos, a dupla pretende que este projeto seja uma viagem sonora sem fronteiras, “mas o Different com certeza irá levar-te a uma expedição mais profunda”, explicam.

Este primeiro grande projeto de originais, teve início no início da pandemia em Portugal, em 2020. “Durante o processo criativo sempre soubemos que queríamos que as pessoas, sobretudo os nossos ouvintes, entendessem a nossa identidade. Que entendessem que a nossa produção é sem fronteiras e isso culmina no objetivo de ser um álbum com diferentes faixas, inalando diferentes culturas e vibes em harmonia com vozes talentosas, como por exemplo da Tayra e da Dandara”, disseram os Studio Bros.

“Pensamos que o ser agora tem a ver com a evolução que fomos tendo durante estes últimos anos. Criar algo é fácil mas aprimorar, limar as arestas, já é outra conversa. E sentimos que o álbum mostra isso mesmo, a nossa evolução enquanto produtores e o afirmar da nossa identidade enquanto produtores”, acrescentaram.

Different é assim o resultado de viagens e reciprocidades da vida destes dois amigos. Nasceu durante a quarentena e, como qualquer processo criativo feito dos tempos modernos, desenvolveu-se através de trocas de ficheiros, vozes e beats entre os EUA, América Latina, África e Portugal.

Nascidos e criados na Quinta do Mocho, com origens Santomenses, Fábio e Miguel partilham desde pequenos a amizade, a família e o sonho de criar e fazer música. Este é o seu álbum de estreia, no entanto, o que não lhes falta é música produzida e editada. Em 2007 tomaram a primeira decisão importante das suas vidas ao “trocar a X-Box com que passavam os fins de semana a jogar, pelos computadores para fazer música”, inspirados pelos vizinhos, Niggafox e Firmeza. Cerca de 15 anos depois não estão arrependidos e dão passos para dar continuidade ao que já construíram até agora. Prova disso é o facto de Miguel ter recentemente colocado um ponto final na carreira de militar na Força Aérea Portuguesa para dedicar-se de corpo e alma à carreira de produtor e DJ.

Subscreve a nossa newsletter e fica a par de tudo em primeira mão!

PUB