PUB
Uber

Uber escondeu ataque informático a milhões de utilizadores

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

A Uber confirmou que em 2016, hackers roubaram nomes, emails, números de telefone e cartas de condução à empresa. Mais de 57 milhões de utilizadores e 600 mil condutores da plataforma foram prejudicados. A informação sobre o roubo foi revelada pelo actual CEO, Dara Khosrowshah, depois da Bloomberg ter avançado a notícia.

Ler + Fábrica do iPhone X utilizou estágios ilegais durante a produção

O responsável da Uber afirmou que dois suspeitos entraram no servidor externo de armazenamento de informação foram identificados. Ainda em 2016, a empresa pagou 100 mil dólares para que os hackers destruíssem os dados roudados. Até à data, não existe registo nenhum de que os dados tenho sido utilizados.

Não foram roubados dados de cartões de créditos nem números de conta bancária. Mesmo assim, nos Estados Unidos da América, os piratas informáticos vão ser contactados pela empresa para garantir que está tudo bem.

Dara Khosrowshah criticou a gestão da direcção anterior e adiantou que vai ser oferecido um serviço de monitorização de crédito aos motoristas. Os dois responsáveis pelo processo de investigação acabaram despedidos da Uber.

[mc4wp_form id=”24174”]

Subscreve a nossa newsletter e fica a par de tudo em primeira mão!

PUB