PUB
Teo No Beatz

Teo no Beatz conta como produziu “Ninguém Acode”, de Preto Show

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Teodoro Manuel, mais conhecido nas lides artísticas como “Teo no Beatz”, é o responsável pela produção da música que está a fervilhar na esfera social digital, “Ninguém Acode”, lançada por Preto Show.

Responsável por dezenas de sucessos angolanos, o artista de 21 anos produziu recentemente, “às pressas”, o instrumental da faixa que responde ao beef de C4 Pedro. “O beat foi feito na hora. Não escolhemos, pensamos numa boa vibe e rolou. Não foi difícil fazer porque a produção foi rápida e porque também é algo que faço todos os dias’’, revelou Teo visivelmente satisfeito com o resultado final.

Foi no bairro Golfe I, na periferia de Luanda, que o também cantor e vocalista cresceu e conquistou o seu espaço no mercado angolano. Por influência do irmão, Teo no Beat começou a produzir em 2012. “Comecei a produzir com dez anos de idade e tornei-me produtor musical graças a duas pessoas importantes, Mário Chainz, que é o meu irmão, e o Kid Mau. Este ensinou o meu irmão a produzir e o meu irmão passou-me a experiência’’, contou-nos.

Teo assumiu-se como produtor profissional ao ser o responsável pelo sucesso de Zibo Cyborg com o tema “Pengua”. Contudo, tornou-se conhecido quando conheceu o cantor Filho do Zua, na altura ainda no anonimato, e comprometeu-se em fazer no seu estúdio a primeira música do amigo, denominada “Celina”. A partir daí, a amizade acabou por se fortificar, visto que, além de produzirem música juntos, eram também vizinhos. Atualmente, ambos integram os quadros da label do momento em Angola, a Clé Entertainment.

A frequentar o terceiro ano do ensino superior, no curso de Contabilidade, o produtor revelou que quando terminar a formação pensa em estudar sonoplastia no exterior de Angola, com o objectivo de oferecer mais e melhor trabalho ao seu país e não só.

Nas produções, Teodoro tem usado hardware e software como Fl Stúdio, Cubase e Log. O jovem acredita que faz parte de uma geração próspera no mundo da indústria musical angolana. “A produção em Angola está excelente. Já é possível notarmos os trabalhos dos jovens em volta desta arte. Além de mim, temos bons produtores como Dj Aka M, Dj Vado Poster e Dj Habias que aprecio e respeito os seus trabalhos’’.

Na sua lista de sonhos, Teo no Beat confessou que gostaria de produzir o rapper norte-americano Future, pois o tem como ídolo no mundo musical. A nível nacional, Big Nelo e Anselmo Ralph são os nomes que aponta como colaborações que quer um dia concretizar.

Feliz com o que já conquistou, o jovem sonhador diz estar numa fase “brilhante” da sua carreira. Actualmente membro da Clé Estúdio, Teo foi distinguido com o troféu Melhor Produtor nos Angola Music Awards, em 2018.

Relembramos-te que a BANTUMEN disponibiliza todo o tipo de conteúdos multimédia, através de várias plataformas online. Podes ouvir os nossos podcasts através do Soundcloud, Itunes ou Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis através do nosso canal de YouTube.

Sabias que com a tua contribuição podes ajudar a BANTUMEN a crescer? O nosso objetivo é criar uma narrativa de empoderamento da comunidade negra lusófona e tu podes fazer parte deste processo. Inscreve-te no Patreon e faz a tua parte! Lembra-te da filosofia Ubuntu: “eu sou porque nós somos”.

Subscreve a nossa newsletter e fica a par de tudo em primeira mão!

PUB