PUB
| DR

Mwana Afrika lança “Por Exemplo” para perpetuar a História africana

Mwana Afrika é uma jovem jornalista, pesquisadora e produtora de conteúdos afrocentrados que há muito tem contribuído para fomentar o interesse do público pela História e cultura, sobretudo no campo das línguas, africanas. Depois de ter passado por diferentes meios de comunicação, incluíndo o canal angolano TPA, o português RTP África ou o jornal norte-americano Voz da América, Mwana acaba de editar um livro de apoio escolar que é uma continuação da sua missão de espalhar a cultura e a sabedoria ancestral africanas.

Por Exemplo- o que a História ainda não contou é a sua série de livros, apresentada no dia 9 de abril, e que é no fundo uma continuação do programa “Mwana Afrika – Oficina Cultural”, transmitido na RTP África, TPA e no Trace Brasil.

“Ao abrirmos este livro, Por Exemplo – o que a História ainda não contou, de Mwana Afrika, entramos num vasto repositório da Cultura, Ciência, Etnografia, Filosofia, Artes, Tradições e Figuras Históricas do Continente-Berço da Humanidade e, tal como entramos, fechamos a última página, deslumbrados com tamanha profusão de informação compendiada numa pequena brochura”, escreveu no prefácio José Luis Mendonça, prestigiado jornalista, poeta e escritor angolano.

De acordo com comunicado enviado à redação, os valores arrecadados com a venda do livro serão canalizados para a impressão de mais cópias para distribuição gratuita nas várias escolas e bibliotecas por Angola, permitindo que a série Por Exemplo serva de instrumento didático no programa curricular em Angola e não só. “Queremos que as empresas e outras instituições se juntem a nós, para juntos concretizarmos o plano de distribuição gratuita desta série de livros de grande impacto social, cultural e académico, podendo assim adicionar um pedaço importante ao puzzle do desenvolvimento africano”, declarou a autora.

A apresentação da obra acontece no próximo sábado, 9, no hotel VIP Executive Picoas, em Lisboa, a partir das 15h30, e vai contar com a presença do cantor Bonga que, “apaixonado pela cultura, educação e África”, tornou-se padrinho do projeto”.

Subscreve a nossa newsletter e fica a par de tudo em primeira mão!

PUB