PUB
Dwalak

Dwalak quer levar a sua música além da Lusofonia

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

Dwalak é um nome consistente na música moçambicana em várias frentes. Fez parte do grupo de rap DRP, é cantor, diretor de videoclipes e, além da música, é também um reputado empresário e ator.

Filho do ator e político moçambicano Gilberto Mendes, Dwalak passou a infância em Luanda (Angola), onde foi descobrindo o gosto pela arte.

Atualmente, com trabalhos desenvolvidos para artistas de renome como Neyma, Ary, Kamané Kamas, Mano Tsotsi, Stewart Sukuma, Mark Exodus, DRP, Dama do Bling e LayLizzy, Dwalak está agora investido em apostar numa carreira a solo. Até agora, tem três singles lançados, “Tu és”, com Kamané Kamas, “Amor é Assim”, com Mark Exodus e “Anjo”. Esta última é a mais recente e contou com a produção e composição de Emblazon. Editada no fim de 2021, a música surgiu de forma orgânica. “No mesmo dia em que ia para gravar outra música no estúdio, o Emblazon acabava de captar a guitarra e aquilo foi paixão imediata pelo beat e o tema da música foi fluindo”, contou-nos.

Apesar de já ter uma presença considerável online – só no Instagram acumula mais de 230 mil seguidores – Dwalak quer ganhar reconhecimento além da Lusofonia porque, apesar de acreditar no poder da comunidade, sente que a projeção nesse mercado não é uma tarefa fácil de concretizar. “Deveríamos ser um povo mais unido, mais consciente, mais decidido a fazer diferente. Até porque temos uma história em comum. Poderíamos muito bem fazer frente a qualquer mercado se fôssemos mais unidos”, afirma.

Com 2022 a chegar à sua reta final, o artista revela que há ainda muito por vir este ano, seja como cantor ou como produtor de vídeos.

Subscreve a nossa newsletter e fica a par de tudo em primeira mão!

PUB