Procurar
Close this search box.

‘Hoje temos campanhas 100% desenvolvidas localmente’, Vanusa Carmo

vanusa carmo

Criativa ou gestora de projectos? Gestora de projectos ou criativa? Vanusa Carmo revive as duas facetas, no seu dia-a-dia, sem hierarquia ou prioridade. A gestora de projectos da Bee Executive, em Angola, toma conta de várias contas e prevê que o crescimento da publicidade em Angola está muito bem encaminhado. Em entrevista ao Marcas por Escrever, a também criativa, partilha a sua visão sobre o sector.

Quais é que achas que são as características mais importantes para ser gestora de projecto?

As características mais importantes que considero começam, sem dúvida, pela organização e gestão de pessoas. Além disso, passa por saber lidar com os clientes de forma a que o trabalho de todo mundo flua, tanto o meu como gestora, tanto da minha equipa (criativo e copywriter) tanto do meu cliente. E, como disse, a organização é também o mais importante, se não nos organizamos vamos ter 5/6 projectos em simultâneo e andamos às voltas com todos eles.


No mundo das agências, o papel de quem gere, é colocado em segundo plano, dando sempre mais destaque para os criativos. De que forma é que sentes que consegues ser criativa ao gerir cada projecto?

Penso que depende de cada agência, na Bee Executive todos têm um factor fundamental, e não sinto que o meu trabalho como gestora esteja em segundo plano. No entanto, consigo sempre ser criativa, os briefings todos passam por nós como gestoras de projecto. Quando recebemos os pedidos dos clientes fazemos nós com os criativos, então não tem como estarmos em segundo plano, até mesmo porque quando a campanha está pronta somos nós gestoras que analisamos primeiro antes de enviar ao cliente.


Trabalhar em agência é gerir várias marcas. Qual é que é o sector que gostas mais de trabalhar e porquê?

Gosto de trabalhar no sector de serviços a clientes definitivamente, mesmo por causa da pergunta: gerir vários clientes, estar sempre em contacto com eles, gerir campanhas, produzir vídeos, etc…


De que forma é que separas a pessoa que és nas tuas redes sociais com o papel que desempenhas profissionalmente?

Well… consigo separar muito bem. Uma não afecta a outra desde que me respeite, e é o que faço. Lido com pessoas a nível profissional que também lido fora do escritório e existem literalmente duas Vanusas (sorrisos) e uma acaba influenciando a outra no sentido de que a Vanusa social conseguir trazer clientes para o profissional, e como socializo muito, acabo tendo uma boa relação com os meus clientes porque a maioria já me conhece fora do mundo profissional e facilita a comunicação.


O mercado da Comunicação e do Marketing cresceu muito em Angola nos últimos 10 anos. Como é que olhas para este crescimento?

Foi um crescimento muito significativo a nível de marcas, o que ajudou e alavancou muito as agências.

Hoje temos campanhas 100% desenvolvidas localmente e com pessoas locais, há 10 anos não era bem esse o cenário.

Vanusa Carmo, gestora de projectos.

Os clientes apostam mais na comunicação e percebem melhor a importância das agências a nível de alavancar e ajudar a gerir as suas marcas. Esperamos todos que continue assim, e precisamos de mais quadros nacionais para essas agências, desde criativos, copys, media, press release. Temos de apostar, e a maneira de isso acontecer é continuamos a desenvolver.

Relembramos-te que podes ouvir os nossos podcasts através da Apple Podcasts e Spotify e as entrevistas vídeo estão disponíveis no nosso canal de YouTube.

Para sugerir correções ou assuntos que gostarias de ler, ver ou ouvir na BANTUMEN, envia-nos um email para [email protected].

Recomendações

Procurar
Close this search box.

OUTROS

Um espaço plural, onde experimentamos o  potencial da angolanidade.

Toda a actualidade sobre Comunicação, Publicidade, Empreendedorismo e o Impacto das marcas da Lusofonia.

MAIS POPULARES