PUB

Sadio Mané, o homem mais querido no Senegal

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

O mundo continua rendido a Sadio Mané e não é só pelas suas capacidades futebolísticas. O jogador do Liverpool dá que falar na imprensa e nas redes sociais pela humildade que lhe é característica e pelas ações que tem desenvolvido para fortalecer a sua comunidade no Senegal, a nível social e não só.

Campeão europeu, Mundial e da Premier League, bem como o principal jogador da vitória do Senegal na sua primeira Copa das Nações da África 2022, Sadiu preferiu regressar à região que o viu nascer, Bambali, onde financiou a construção de uma escola, hospital, mesquita e até estações de energia elétrica.

Em vésperas de ser o protagonista de uma possível transação milionária para o Bayern de Munique – conforme tem especulado a imprensa desportiva – o jogador desfilou na sua cidade natal com a taça da CAN, conquistada em fevereiro, organizou um jogo de futebol com fãs e amigos de infância. Num dos vídeos do evento que publicou nas suas redes sociais, vemos El-Hadji Diouf, ex-Glasgow Rangers e Liverpool, já com 41 anos; Papiss Cissé, que já jogou no Newcastle, e está agora no Rizespor, bem como Mbaye Diagne, do Galatasaray.

As causas sociais estão muito presentes na vida do jogador, sendo que as mais recentes envolvem a construção de uma torre energética com acesso à Internet 4G, do primeiro posto de gasolina da Bambali, desenvolvimento de serviços hospitalares com medidas dedicadas às mulheres senegalesas, entre outras ações.

“A educação é a chave. A escola vem em primeiro lugar. Talvez se houvesse uma escola melhor quando era mais jovem, pudesse ter estudado mais. Não foi o caso. Todos os meninos da minha terra querem jogar futebol e ninguém quer ir à escola. Só querem ser jogadores de futebol como eu… Mas digo sempre para terem uma boa educação e estudarem. É claro que eles podem continuar a jogar futebol, mas têm de perceber que os estudos os ajudam a ter mais sucesso”, afirmou num evento de inauguração da escola.”

Segundo a revista Placard, em 2021, Mané fechou um acordo com a empresa Oryx Energies, que levou eletricidade aos locais mais remotos da região da África Subsariana. No último final de semana, durante a passagem pela capital Dacar, Mané assinou mais uma parceria, desta vez com a empresa Sonatel Orange, que prometeu realizar doações ao hospital de Bambali.

Durante o pico da pandemia, Sadio chegou também a fazer uma doação de 50 mil euros ao comité estatal responsável pelas medidas públicas de combate à covid-19.

Subscreve a nossa newsletter e fica a par de tudo em primeira mão!

PUB